| Futebol

Fla tem trabalho, mas vence Macaé e sai em vantagem na final do estadual

Jogando fora de casa, Rubro-Negro faz 93 a 81 e se aproxima da conquista do 10º título do Campeonato Carioca de basquete. Partida decisiva será nesta terça-feira

  1. o jogo

Eles ganharam tudo nos últimos meses. O título do NBB, a Liga das Américas e a tão sonhada Copa Intercontinental, maior título que o clube poderia alcançar no basquete. Depois de todas essas conquistas recentes e de um período de amistosos contra times da NBA, o basquete do Flamengo está a uma vitória de um novo título em 2014. No primeiro jogo da final do Campeonato Estadual, o time do técnico José Neto venceu o Macaé, no Ginásio Juquinha, do Tênis Clube Macaé, por 93 a 81.

A noite contou com o brilho do experiente Marcelinho, cestinha do jogo com 18 pontos, mas também de todo o conjunto rubro-negro. Marquinhos foi outro destaque, com 17. Benite anotou 13, e Walter Herrmann contribuiu com 12 pontos. Com boa atuação de Pedrinho (17 pontos) e do americano Jamaal (13), o Macaé não foi uma presa fácil para o Flamengo, chegando a equilibrar o jogo no começo.

Basquete Macaé x Flamengo (Foto: Raphael Bozeo / Macaé Basquete)Flamengo saiu em vantagem na decisão do estadual contra o Macaé: 93 a 81 (Foto: Raphael Bozeo / Macaé Basquete)


- Você vê a pontuação dos jogadores: foram 17, 13, 12,18 pontos. É assim. desta forma, que a gente consegue ganhar. O ataque não me preocupa tanto. Temos um poderio ofensivo grande. Vamos ver se conseguimos melhorar defensivamente - avaliou o técnico José Neto ao fim da partida.

As duas equipes voltam a se enfrentar nesta terça-feira, às 20h (de Brasília), na Gávea. Se for necessário um terceiro jogo, será na quarta-feira, no mesmo horário, novamente na casa do Flamengo.

- Tem mais um jogo amanhã (terça-feira). Claro, vamos jogar em casa e fazer prevalecer o mando para que a gente consiga mais um título que é importante para todos nós, para o nosso trabalho. Sabemos que o Macaé é um time que vai atrás do placar, não se abate, briga até o final e joga com muita intensidade - completou o treinador rubro-negro.

Caso vença novamente o jogo 2 e conquiste o título, o Flamengo chegará ao decacampeonato (décimo título seguido) da competição, vencendo em sequência desde 2005. O feito já havia sido alcançado pelo clube entre 1951 e 60.  Nesta edição, o torneio teve apenas três equipes participantes. Além de Fla e Macaé, o Liga Super Basketball (LSB) também competiu.

01

o jogo

Flamengo x Macaé - basquete final estadual (Foto: Amanda Kestelman)Equipe do norte fluminense deu trabalho, mas não resistiu ao Fla (Foto: Amanda Kestelman)

O Flamengo entrou em quadra com força máxima: Marquinhos, Marcelinho, Herrmann, Laprovittola e Meyinsse. Os primeiros minutos foram de jogo veloz, lá e cá. Marcelinho e Herrmann acertaram duas bolas de três e colocaram o visitante em vantagem. Mas, em casa, o Macaé logo tentou se impor. A equipe empatou após uma roubada do americano Jamaal Smith e uma cesta de Atílio. Parecendo estar inspirado, o armador Jamaal e o ala Diego acertaram cestas de três pontos e colocaram o Macaé na frente do marcador, com 17 a 10. Jogando bem no garrafão, a equipe do norte fluminense voltou a surpreender no fim do quarto e ampliou a vantagem para 21 a 13. Mas não durou muito tempo. O Rubro-Negro contou mais uma vez com a experiência de Marcelinho Machado, que pontuou 10 vezes na primeira etapa, e o primeiro período terminou empatado em 23 a 23. Parecia que não seria tão fácil para o time campeão intercontinental.

José Neto usou bem as opções que tem no banco do Flamengo e isso logo surtiu efeito no segundo quarto. O pivô Cristiano Felício sofreu falta e converteu bem os lances livres. O armador Gegê recebeu um passe longo e preciso de Benite e ampliou a vantagem: 29 a 23. Jamaal Smith até seguiu dando trabalho para a marcação do Rubro-Negro, assim como o armador Pedrinho (cestinha do jogo nos dois primeiros períodos, com 13 pontos). Foi em um lance livre, aos cinco minutos do segundo período, que o americano Jamaal fez o primeiro ponto do Macaé no quarto. Mas, naquele momento, os visitantes já tinham colocado dez pontos na frente. A tônica continuou, com a velocidade de Laprovittola e a volta de Meyinsse, o Flamengo foi para o intervalo vencendo por 48 a 37.

O Macaé voltou querendo jogo no terceiro quarto e partiu para cima. Jamaal continuava dando trabalho para os jogadores do Flamengo, que chegaram muitas vezes a mostrar irritação com o armador americano. Com uma bonita enterrada de Eddy e cestas de Fernando Mineiro e Pedrinho, o time da casa tentava a todo custo se aproximar no placar, se aproveitando também de erros do Rubro-Negro. Porém, o conjunto dos atuais campeões seguia fazendo a diferença, assim como a boa atuação de Marcelinho Machado. Apesar do período ter sido equilibrado, o Flamengo conseguiu ir para a etapa final com 11 pontos na frente: 72 a 61.

No último quarto, a torcida do Macaé presente ao ginásio puxou o grito de ‘’Eu acredito’’, que pareceu ter contagiado por algum momento seus jogadores, que seguiram atrás do prejuízo. Marquinhos, no entanto, ajudava a jogar o balde de água nos donos da casa, acertando a mão no momento certo. Com mais gás na reta final, o Flamengo soube administrar e ampliar a vantagem sem tomar sustos e iniciou a briga pelo título com uma vitória por 93 a 81.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.