| Futebol

Fla trata detalhes finais de contrato e espera Eduardo ainda nesta semana

Atacante deve deixar a Croácia nesta quarta-feira, após resolver detalhes finais de mudança para o Rio. Advogados definem parte burocrática de acerto por 18 meses

Eduardo da Silva Croácia x Camarões Arena Amazônia (Foto: Getty Images )Eduardo da Silva em ação pela seleção da Croácia na Copa do Mundo (Foto: Getty Images )

Flamengo e Eduardo da Silva estão prestes a, enfim, oficilizarem a união pelos próximos 18 meses. Com o acerto já selado, o clube define os últimos detalhes burocráticos do contrato e aguarda a apresentação do atacante ainda nesta semana. O jogador está na Croácia, onde se despediu nesta terça-feira da seleção nacional, tratando de detalhes finais da mudança para o Rio de Janeiro e a expectativa no Rubro-Negro é de que embarque para o Brasil na quarta.

Internamente, a chega de Eduardo, de 31 anos, é dada como certa. Entre jogador, Flamengo e Shakhtar Donetsk, seu último clube, tudo já está definido. Advogados representantes das duas partes tratam de colocar no papel os termos do acordo, uma vez que na Ucrânia os salários são definidos de forma anual, enquanto no Brasil o trato é mensal. Nada, porém, que vá impedir o brazuca-croata de voltar para seu país de nascimento após 15 anos.

Eduardo da Silva disputou a Copa do Mundo deste ano pela Croácia, que por sinal ficou no mesmo grupo que o Brasil. Durante o Mundial, o atacante se encontrou com Felipe Ximenes no hotel onde a seleção croata estava concentrada, na Zona Sul de São Paulo. Na ocasião, tanto o dirigente como o atacante negaram que o teor da conversa fosse um possível interesse do Rubro-Negro na sua contratação.

- Foi só um cafezinho, não aconteceu nada demais. Mas claro que tenho curiosidade de jogar no Brasil - disse na época. 

Vascaíno declarado, o jogador também recebeu a visita do gerente de marketing do Vasco, Bernardo Pontes, que lhe entregou uma camisa do clube com o número 22. Carioca de Vila Kennedy, Eduardo da SIlva começou a sua carreira no Céres. Em 1999, ele se transferiu para o Dinamo Zagreb onde permaneceu até 2007, quando se transferiu para o Arsenal, time no qual teve grande destaque pelo futebol apresentado. No entanto, em 2008 o atacante sofreu uma fratura exposta na fíbula esquerda e uma luxação no tornozelo esquerdo, depois ser atingido violentamente pelo zagueiro Martin Taylor. Por conta desta grave lesão, o jogador ficou afastado dos gramados durante um ano. 


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.