Flamengo aguarda parecer de peritos para saber situação da Ilha

Flamengo aguarda parecer de peritos para saber situação da Ilha

A queda das duas torres de iluminação da Ilha do Urubu pode causar mais danos ainda para o Flamengo. A direção do clube aguarda ainda neste fim de semana um parecer de seus peritos para saber quando tempo vai demorar para consertar os refletores e como o clube fará nos confrontos diante do Madureira e do River Plate (ARG), nos dias 21 e 28, respectivamente. O Fla tem pressa para a resposta dos peritos e quer até domingo já definir todo o trâmite dos próximo confrontos.

Diante do Madureira, na quarta-feira, pela estreia na Taça Rio, o jogo que estava marcado para a Ilha tem grandes chances de acontecer em outro Estado ou em Volta Redonda. O Flamengo tem que divulgar logo a decisão, mas a cidade próxima da capital é a favorita.

Para o confronto diante do River Plate, na estreia na Copa Libertadores, Volta Redonda também já virou a principal opção. O regulamento da Conmebol não permite a saída do Estado para mandar jogos e o Raulino de Oliveira será o de menor custo de logística. O Nilton Santos também poderia ser uma escolha, mas as rusgas entre as diretorias do Flamengo e do Botafogo.

O Flamengo já entrou em contato com a Conmebol para confirmar o interesse de atuar no Raulino de Oliveira, e a entidade já deu sinal verde para o confronto acontecer por lá. O estádio foi aceito nos mesmos moldes da Ilha, em caráter de exceção, já que não terá torcida, porque o Rubro-Negro foi punido com dois jogos de portões fechados, depois dos incidentes com sua torcida na final da Copa Sul-Americana 2017, diante do Independiente (ARG).

O confronto diante de Santa Fé (COL) ou Santiago Wanderers  (CHI), o segundo dentro do Rio de Janeiro, deve acontecer na Ilha do Urubu. Até lá, os refletores já estarão prontos. Diante do Emelec (EQU), terceiro e último confronto como mandante, acontecerá no Maracanã, ao que tudo indica, já com a presença da torcida.

A indefinição do local das partidas e os problemas na Ilha do Urubu foram motivos de lamentação para Paulo César Carpegiani, técnico rubro-negro.

- Tenho de encontrar a melhor das formas. Não vejo muita novidade. Antes, nós jogávamos no Maracanã. Infelizmente, aconteceu esse imprevisto. Contra o Madureira, não poderemos jogar lá. Nós estamos buscando (uma solução), mas teremos de jogar fora  - afirmou.