O presidente do Fla, Eduardo Bandeira de Mello, explicou o acordo selado com a Portuguesa da Ilha com maiores detalhes e não descartou voltar a usar o Maracanã tão logo seja viável, uma vez que as parcerias não são mutuamente excludentes. Assim disse o mandatário:

"Este foi um movimento muito importante porque garante ao Flamengo um estádio para realizar suas partidas, independente do que vier a acontecer com o Maracanã ou do nosso projeto para ter um estádio próprio de grande porte. Agradeço muito a Portuguesa pela confiança e pela parceria. Tenho a certeza de que juntos vamos transformar o estádio em uma importante praça esportiva do Rio de Janeiro. E fico muito feliz pela parceira porque foi lá, na Ilha, em que assisti ao primeiro gol de Doval com a camisa rubro-negra, em 1969", contou.

Por outro lado, o Botafogo vem se movimentando para voltar a usar o Engenhão como sua casa no próximo ano, o que teria facilitado também o aproximação entre Flamengo e o estádio na Ilha do Governador.

​​

​​