| Futebol

Flamengo assina convênio com a CBC

Clube irá receber recursos da Nova Lei Pelé que totalizam R$5,4 milhões

Presidente mostra documento que firma convênio

Presidente mostra documento que firma convênio

Na tarde desta terça-feira (16.12), o presidente Eduardo Bandeira de Mello recebeu o presidente da Fenaclubes, Arialdo Boscolo, o filho do deputado federal Otávio Leite, Fernando Leite, o presidente da CBC, Jair Pereira, o presidente do Tijuca Tênis Clube, Paulo Germano Maciel, o secretário executivo do Ministério dos Esportes e coordenador do Grupo Executivo das Olimpíadas, Luis Fernandes, o secretário nacional de esportes de alto rendimento, Ricardo Leyser, e o diretor da Comissão Técnica da CBC, Lars Grael, para assinatura oficial dos convênios com a Confederação Brasileira de Clubes (CBC). O evento iniciou o processo de recebimento de R$5,4 milhões em recursos públicos oriundos da Nova Lei Pelé. O encontro foi realizado no auditório Rogério Steinberg e marcou o início de uma nova era dos esportes olímpicos rubro-negros, que têm aprovação para três projetos através do edital da CBC para compra equipamentos.

Todo rubro-negro que declara imposto de renda pode fazer parte da reestruturação dos esportes olímpicos do Flamengo contribuindo com o projeto Anjo da Guarda Rubro-Negro. Você não gasta um centavo para ajudar o Mais Querido. Saiba mais em www.flamengo.com.br/anjodaguarda.

"Hoje é um dia de muito orgulho para nós rubro-negros. Realizamos o sonho de começar a recuperar não só instalações esportivas mas principalmente nossa dignidade e credibilidade. Há anos atrás não poderíamos imaginar o Flamengo aqui, já que nunca tivemos CNDs, não éramos considerados um clube cidadão, e hoje felizmente tudo  graças ao trabalho feito por uma equipe maravilhosa. Classificamos três projetos entre os cinco primeiros, elogiados pelo Lars Grael. Nada seria possível sem nossos esforços e o apoio das autoridades. Agradeço a todos por nos ajudar nesta retomada do nosso prestígio", disse o presidente Eduardo Bandeira de Mello.

O valor total aprovado é de R$ 5.364.084,48 e o Flamengo foi o único clube de futebol contemplado, sendo a instituição com o maior montante em recursos somados, obtidos pelo clube ter todas as certidões negativas de débito e ter alinhado seu estatuto à Lei Pelé em abril de 2014. Desde 2008, os principais clubes olímpicos reivindicavam um percentual da Loteria Federal, destinada ao Ministério do Esporte. O vice-presidente de esportes olímpicos, Alexandre Póvoa, afirmou que o acesso aos recursos deve ser comemorado por sócios do clube, os cerca de mil atletas que representam o Mais Querido, os mais de dois mil alunos da Escola de Esportes Sempre Flamengo, os 150 profissionais do departamento e pela torcida rubro-negra.

"Esta é uma luta de muitos anos do setor clubístico. O atleta pratica o esporte através do clube e a falta do reconhecimento, apoio e fomento aos clubes era notória. Os ministros Orlando Silva e Aldo Rebelo entenderam essa causa. Os primeiros editais são para compra de materiais esportivos mas o objetivo é dar continuidade à formação de atletas e os clubes aqui beneficiados são os maiores do Brasil e têm estrutura administrativa para isso. Temos um desafio enorme pela frente", afirmou o medalhista olímpico Lars Grael, que hoje é responsável por analisar e selecionar os melhores projetos dos clubes para formação de atletas olímpicos e paralímpicos.

O secretário executivo do Ministério dos Esportes e coordenador do Grupo Executivo das Olimpíadas, Luis Fernandes, destacou a importância de um clube de massa fomentar os esportes olímpicos. "É fundamental porque o atleta de um clube de grande torcida sobe no pódio, são milhões de torcedores vibrando. Quando o atleta veste a camisa com a qual o torcedor se identifica, ele vê sua paixão. A partir dessa paixão, cultivam-se valores éticos, de superação, desenvolvimento, que formam nossa juventude. Mais do que apoio aos esportes, é um apoio à autoestima do povo brasileiro", finalizou.

Confira os projetos aprovados do Flamengo:

Primeiro lugar geral: Projeto Remo e Canoagem (Valor Aprovado R$ 1.614.741,38): flotilha nova (45 barcos) e diversos materiais específicos para o desenvolvimento dos esportes.

Segundo lugar geral: Projeto Ginástica, Judô e Voleibol (Valor Aprovado R$ 1.749.358,00): Equipamentos de ginástica artística, dois dojos para o judô e materiais diversos de treinamento para o voleibol.                     

Quinto lugar geral: Projeto Piscina (Valor Aprovado R$ 1.999.985,10): Piscina Myrtha Pools mais diversos equipamentos para a construção de um parque aquático moderno e material de treinamento para os atletas.

Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/20096/flamengo-assina-convenio-com-a-cbc

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.