Flamengo briga e domina, mas é derrotado na Arena da Baixada

Flamengo briga e domina, mas é derrotado na Arena da Baixada
O Flamengo foi a campo pela CONMEBOL Libertadores Bridgestone nesta quarta (26). Mesmo fora de casa e jogando em um campo onde, historicamente, tem desvantagem nos resultados, o Rubro-Negro brigou e dominou por boa parte dos 90 minutos de jogo. Ainda assim, saiu derrotado pelo time da casa por 2 a 1. Thiago Heleno e Gedoz marcaram os gols do Atlético-PR, enquanto Arão diminuiu nos minutos finais. Com o resultado, o Flamengo termina a rodada na segunda posição, com seis pontos, apenas um ponto atrás do Atlético-PR, que assumiu a liderança  com sete pontos.
 
O próximo compromisso do Flamengo é no domingo (30), contra o Fluminense, pela partida de ida da final do Campeonato Carioca. Pela competição continental, o Mais Querido enfrenta a Universidad Católica-CHI, no Maracanã, no dia 3. Clique aqui e saiba como garantir seu lugar para apoiar o Mengão.

O jogo
O Atlético-PR se aproveitou do conhecimento do estádio e foi para cima nos dez minutos iniciais. Conseguindo se segurar bem da pressão atleticana, o Flamengo equilibrou e passou a tomar iniciativa com a bola. Guerrero teve boa chance aos dez, Rômulo quase marcou de cabeça aos 11 e, aos 12, o camisa nove quase abriu o placar. Puxou contra-ataque, driblou o zagueiro e bateu colocado, mas a bola foi ao lado do gol. A Nação Rubro-Negra presente na Arena da Baixada - foram mais de 4 mil flamenguistas - fazia muito barulho e o Mais Querido seguiu criando chances. Aos 35, Thiago Heleno abriu o placar em jogada de bola parada. O resultado persistiu até o intervalo.

Na volta a campo, o Flamengo jogou com ainda mais volume de jogo. O Atlético-PR se viu obrigado a jogar no próprio campo de defesa, se virando como podia para aguentar a pressão carioca. Guerrero chegou a fazer gol aos três minutos, ao desviar chute de Trauco; mas estava impedido. Trauco tentou empatar aproveitando lindo cruzamento de Guerrero, mas o chute de primeira foi por cima do gol. O domínio do Flamengo na partida foi evidente e o Mais Querido terminou a partida com 54% de posse de bola, além de sete finalizações a mais que o adversário. Zé Ricardo mexeu no time, mudando o esquema de jogo. Saíram Rômulo, Renê e Márcio Araújo e entraram Matheus Sávio, Leandro Damião e Mancuello. A bola quase entrou aos 30. Damião cabeceou a bola no travessão. Guerrero chegou no rebote e tirou a bola de Weverton, mas o goleiro atleticano conseguiu se recuperar e defendeu. Aos 42 minutos, o Atlético-PR aproveitou jogada pontual e Gedoz aumentou o placar. Willian Arão diminuiu logo depois, aos 44, aproveitando bola rebatida na área, mas o apito final foi soado com vantagem da equipe paranaense.