O cabeça-de-chave do grupo 4 é ninguém menos que o River Plate. Campeão em 2015 e semifinalista na edição 2017, os Millonarios passam por uma espécie de reconstrução, mas estão entre as equipes mais estáveis e vencedores do futebol argentino nas últimas temporadas.

O segundo adversário já garantido também promete dificultar a vida do Fla: o Emelec. A tradicional equipe de Guayaquil foi rival rubro-negro em 2012 e 2014 e chega para sua nona Libertadores seguida

O quarto membro da chave ainda será definido, mas tem como grande postulante o Independiente Santa Fe, campeão da Copa Sul-Americana em 2015 e atual vice-campeão colombiano. ​

​​