O Fla teve uma atuação pouco inspirada, especialmente no primeiro tempo. E como o River também não vem em um momento bom, o nível da partida combinou com as melancólicas arquibancadas vazias do Nilton Santos. 

O cenário melhorou no segundo tempo, a partir do gol de Henrique Dourado. O meia Diego sofreu pênalti e o Ceifador cobrou com perfeição. A vantagem durou pouco tempo: no primeiro ataque, os argentinos conseguiram o empate com Mora. As duas equipes adotaram uma postura mais franca, mas dependeram mais de lampejos técnicos individuais e bolas paradas que jogadas trabalhadas. 

O Flamengo ainda voltaria a estar na frente com um gol de Everton, após magistral assistência de Lucas Paquetá. Já no apagar das luzes, todavia, Mayada mandou um chutaço de muito longe e fechou a conta - ficou a impressão de que Diego Alves poderia ter ido melhor no lance.

Na Colômbia, o Corinthians também esteve longe de ser brilhante, embora o empate fora de casa possa ser considerado um bom resultado. O Timão teve uma atuação fraca no primeiro tempo, mas melhorou na etapa final e poderia até ter beliscado algo melhor. Considerando as chances do Millonarios durante todo o jogo, entretanto, a igualdade ficou de bom tamanho. 

>>> Veja também: ​Sete jovens estrangeiros para ficar de olho na Copa Libertadores de 2018