| Futebol

Flamengo derrota o Atlético-GO em Goiânia

Rubro-negro faz 3 a 0 e consegue primeira vitória no Brasileiro

O Flamengo passou por uma bem-sucedida sessão de análise na noite deste sábado, quando derrotou o Atlético-GO por 3 a 0, no Serra Dourada. O adversário foi o menor dos problemas, assim como o campo encharcado: a incógnita era se o time, abalado pela eliminação da Copa Libertadores, no meio da semana, reencontraria seu futebol e sua alma para o restante do ano. Demorou um pouco, mas, após um primeiro tempo travado, a equipe fez uma bela segunda etapa e saiu com a impressão de estar pronta para seguir em frente.

Sem Guerrero, poupado, o Fla foi a campo com Leandro Damião no comando do ataque. Em seu primeiro jogo em casa de Série A em quatro anos, o time goiano apresentava modificações em relação à desastrosa estreia, quando foi goleado por 4 a 1 pelo Coritiba. Recuada, a equipe do treinador Marcelo Cabo não se arriscava muito: ma principal jogada era acionar o gordinho Walter, para que ele encontrasse uma solução ofensiva. Até os 20 minutos, o lance mais impressionante foi o violento choque de cabeças entre Ederson e o zagueiro Ricardo Silva. Os dois sofreram cortes na cabeça, e o jogo ficou cerca de cinco minutos parado.

Todos juntos no abraço ao técnico

Na segunda metade do primeiro tempo, o Atlético, apesar da disposição na marcação, afrouxou um pouco a retranca inicial e tentou ir ao ataque com mais gente, abrindo espaço para a equipe carioca. Não foram criadas exatamente chances de gol, mas a bola passou a circular mais entre as duas intermediárias, dando algum alento à torcida presente ao Serra Dourada. Aos 40 minutos, a maior qualidade do Flamengo deu resultado: depois de cruzamento da direita de Gabriel, a bola resvalou na zaga e sobrou para Trauco, que cruzou para a pequena área. Acossado por Leandro Damião, o goleiro Felipe deu rebote, e Éverton fez 1 a 0 para o time carioca.

— Vem todo mundo! — comandou Willian Arão na comemoração, em que os jogadores, demonstrando união (espontaneamente ou não), se aglomeraram em volta do técnico Zé Ricardo.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com Rodinei na ponta direita, no lugar do lesionado Éverton, e Gabriel pela esquerda. Em vantagem, o time de Zé Ricardo procurava ficar com a bola e atacar sem precipitação. Do outro lado, o Atlético-GO ensaiava pressionar, mas faltavam qualidade e confiança. À vontade (e empurrado pela animada torcida), o time carioca tocou a bola até encontrar o segundo gol: Trauco cruzou de longe para Arão, com categoria, ajeitar com o peito para Damião, de frente, vencer Felipe e fazer 2 a 0.

Mesmo com as vaias a Matheus Sávio — marcado pela falha no fatídico jogo de quarta-feira, contra o San Lorenzo —, o Flamengo já mostrava ter recuperado a alegria de jogar quando veio o terceiro gol. Em uma jogada com a participação de quase todo o time, o goleiro Felipe fez milagre sob um bombardeio, até que Sávio chutou de longe e, no rebote, o iluminado Rodinei fez mais um.

A última parte do jogo serviu para o Flamengo se divertir: com Vinicius Júnior em campo, o time tocou a bola no ataque, dando mais sustos na já apavorada defesa adversária. O melhor de tudo é que o próximo adversário é o mesmo Atlético-GO, na quarta-feira, pela Copa do Brasil. Santo remédio.

ATLÉTICO-GO 0 X 3 FLAMENGO

Atlético-GO: Felipe, Eduardo, Ricardo Silva, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão, André Castro (Andrigo), Igor e Jorginho; Everaldo (Júnior Viçosa) e Walter (Walterson).

Flamengo: Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Willian Arão e Ederson (Vinícius Júnior) ; Everton (Rodinei), Leandro Damião e Gabriel.

Gols: 1T: Everton aos 40m; 2T: Leandro Damião aos 5m e Rodinei aos 19m.

Juiz: Igor Benevenutto (MG).

Cartões amarelos: Walter, Igor e Gabriel

Local: Serra Dourada (Goiânia).

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-derrota-atletico-go-em-goiania-21371134

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.