| Futebol

Flamengo e Botafogo disputam clássico na manhã deste domingo

Com rivalidade aflorada, clubes se reencontram com equipes de características distintas

flameng - Flamengo e Botafogo disputam clássico na manhã deste domingo

Será a primeira vez que dois times do Rio se enfrentarão no horário da manhã no Brasileiro. Com a a rivalidade aflorada recentemente, Flamengo e Botafogo entram em campo neste domingo, às 11h, no Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, e por motivos diferentes precisam acordar logo para superar o rival e não ficar para trás na temporada.

O rubro-negro sentirá um sabor ainda mais amargo ao rever o alvinegro depois de ser eliminado da Libertadores — e o rival, com orçamento bem menor, ter se classificado. A meta no Brasileiro também não foi alcançada ainda: conquistar quatro a cada seis pontos disputados. Em três jogos, o time obteve apenas uma vitória. Mas há motivos para os torcedores ficarem animados com o clássico de hoje: a volta de Diego e o retrospecto do Flamengo contra o Botafogo este ano. No Carioca, em que terminou com o título, foram duas vitórias em duas partidas.

— Teríamos um semestre perfeito se tivéssemos passado de fase na Libertadores — disse o técnico Zé Ricardo. — Tem que ser cobrado mesmo, cobramos os jogadores, somos cobrados pela diretoria, só assim tem o crescimento.

Do lado alvinegro, apesar da boa fase, o retrospecto contra o rival incomoda. A última vitória foi em março de 2015. Desde então, foram três empates e duas derrotas. Um dos poucos jogadores do elenco atual que já estavam no clube no triunfo de dois anos atrás é Rodrigo Pimpão. O jogador é quase uma representação do crescimento do Botafogo desde 2015. Seu companheiro João Paulo reconhece que a rivalidade entre os dois times é especial, mas prefere não supervalorizar o confronto.

— O clássico mexe muito dentro do clube e com os torcedores. Para nós também é especial. Mas não vale mais pontos por isso — analisou o meia.

O jogo deste domingo tem tudo para ser decidido no meio-campo. O Flamengo preza a posse de bola e a troca de passes, enquanto o Botafogo se destaca pela marcação da sua dupla de volantes, que protege a defesa e é fundamental na criação de jogadas. Além da possível volta de Diego, que não foi confirmado como titular, outra atração do rubro-negro é sua trinca de volantes: Márcio Araújo, Willian Arão e Cuéllar. À frente, Éderson e Mancuello brigarão por uma vaga, enquanto Renê será mantido na vaga de Trauco.

Conca segue fora

Conca, embora tenha dado esperanças à torcida, não jogará. O meia ainda aguarda a chance de ser relacionado pela primeira vez. Mesmo assim, com as peças que tem à disposição, o Flamengo espera anular as jogadas do adversário.

— A partida terá um equilíbrio grande. Vamos tentar nos impor — afirmou Zé Ricardo. — O Botafogo sabe o que quer. Tem jogadores em boa fase. Teremos que ser fortes mentalmente.

O alvinegro tem dois importantes desfalques no meio. Camilo sentiu dores no ombro, enquanto Rodrigo Lindoso tem problemas musculares. Os substitutos devem ser João Paulo, mais adiantado, no lugar de Camilo, e Aírton voltando à equipe na posição de Lindoso.

Com uma vaga aberta, Dudu Cearense ou Matheus Fernandes seriam a opção natural caso Jair Ventura opte por uma escalação mais preocupada defensivamente. Caso queira investir numa escalação ofensiva, ele pode usar o lateral-esquerdo Gílson no meio-campo, como um armador.

FLAMENGO X BOTAFOGO

Flamengo: Alex Muralha, Pará, Réver, Rafael Vaz e Renê; Márcio Araújo, Willian Arão, Cuéllar, Éderson e Éverton; Guerrero.

Botafogo: Gatito, Arnaldo, Carli, Igor Rabello e Victor Luís; Aírton, Dudu Cearense (Gílson), Bruno Silva e João Paulo; Rodrigo Pimpão e Roger.

Juiz: Dewson Freitas (FIFA-PA).

Local: Raulino de Oliveira, em Volta Redonda.

Horário: 11h.

Transmissão: Premiere e Rádio Globo.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-botafogo-disputam-classico-na-manha-deste-domingo-21433013

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

1 Comentário
image

wander santosHá 2 meses

Para o jogo de amanhã contra o chorafogo, em análise sistemática: Novamente vamos começar com três volantes, um jogador nulo que é o Ederson e os nossos melhores estão sentados no banco. O adversário, recheado de jogadores refugos, se achando em condições de nos derrotar. Abre o olho Zé Ricardo, e procure não demorar em mexer no time, pois esse que você vai colocar em campo com certeza vai jogar mal. Saudações rubro-negras.

Carregar mais