| Futebol

Flamengo e Cruzeiro tentam quebrar sina dos gigantes na Copa do Brasil

Desde 2000 os 12 principais clubes do país não conseguem colocar quatro representantes na semifinal. ABC e América-RN são os desafios desta vez

 

Uma semifinal de gigantes, com quatro dos 12 maiores clubes do país. Essa é a novidade da Copa do Brasil 2014 com boas chances de acontecer a partir desta quarta-feira. Flamengo, Cruzeiro, Corinthians, Santos, Botafogo e Atlético-MG continuam na briga para se classificarem rumo ao título e quebrarem uma sina que ronda a competição desde 2001, quando há sempre um intruso no meio do caminho do G-12. A última vez que quatro superpoderosos ficaram na briga foi em 2000, e o Cruzeiro sagrou-se campeão (assista ao vídeo acima).

Neste ano, dois estão garantidos na semifinal, pois sairão de confrontos entre si. Nesta quarta-feira, Atlético-MG e Corinthians duelam no Mineirão, e o Galo terá que inverter a vantagem de 2 a 0 para o Timão da primeira partida. Na quinta, o Santos receberá o Botafogo no Pacaembu com a vantagem de ter vencido o primeiro duelo no Maracanã por 3 a 2. A chance de os intrusos permanecerem nas semifinais está em ABC x Cruzeiro e Flamengo x América-RN. No primeiro confronto, que será na Arena das Dunas, a vantagem é da Raposa, vitoriosa por 1 a 0 no jogo no Mineirão. No segundo, no Maracanã, basta ao Fla um empate por ter vencido a primeira em Natal por 1 a 0.

Alguns dos não figurantes do G-12 até foram campeões da competição. São os casos do Santo André, em 2004, Paulista, em 2005, e o Sport, em 2008. Os outros classificados desde 2001 incomodaram e deram uma pitada diferente e democrática à Copa do Brasil, aumentando o charme da disputa.

Os dois clubes de São Paulo surpreenderam ao superarem cariocas. Em 2004, o Santo André derrotou o Flamengo num Maracanã lotado por 2 a 0 e ficou com o título, após ter empatado o primeiro jogo por 2 a 2. No ano seguinte, o Paulista repetiu a façanha, diante do Fluminense. Na primeira partida, em casa, vitória por 2 a 0. Depois, em São Januário, empate por 0 a 0.

Tabela - campeões da Copa do Brasil desde 2000 (Foto: GloboEsporte.com)

Em 2008, foi a vez de o Sport abocanhar o título e garantir vaga para a Libertadores do ano seguinte. O duelo com o Corinthians foi emocionante. Na primeira partida, no Morumbi, o time pernambucano perdeu por 3 a 1. Na Ilha do Retiro, venceu por 2 a 0 e ficou com o título no critério de desempate por não ter sofrido gols em casa.

Na última vez que quatro do G-12 se engalfinharam nas semifinais, o Cruzeiro superou o Santos, e o São Paulo bateu o Atlético-MG. A Raposa ficou com o título na final com o Tricolor Paulista, ao empatar a primeira partida no Morumbi por 0 a 0 e vencer no Mineirão por 2 a 1.

 

Nas outras temporadas, desde 2001, havia sempre uma pedra no caminho do G-12. Foi assim naquele ano com Grêmio e Corinthians, que chegaram à decisão tendo de superar, respectivamente, Coritiba e Ponte Preta. O Tricolor gaúcho levou a melhor. Em 2002, o Brasiliense aprontou, ao chegar à decisão, mas foi batido pelo Corinthians. 

Em 2007, foi a vez de o Figueirense decidir a competição com o Fluminense. Até arrancou um empate no Maracanã, mas foi derrotado no Orlando Scarpelli. Três anos depois, o Vitória desperdiçou sua chance na final com o Santos. 

Depois, dois clubes paranaenses foram à final. O Coritiba por duas vezes seguidas, em 2011 e 2012, caindo para Vasco e Palmeiras. O Atlético-PR decidiu com o Flamengo no ano passado: empatou na Vila Capanema e perdeu no Maracanã (veja acima os gols do 2 a 0).

A lista tem outras campanhas que merecem registro por terem chegado às semifinais, como as de Goiás e Sport, em 2003, 15 de Novembro-RS e Vitória, em 2004, Ceará, em 2005, Ipatinga, em 2006, Coritiba, em 2009, Atlético-GO, em 2010, e Avaí e Ceará, em 2011. Cabe aos potiguares América-RN e ABC não deixarem a sina ser quebrada.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.