Flamengo faz reforço físico em atletas encostados, e Mancuello deve reaparecer

Flamengo faz reforço físico em atletas encostados, e Mancuello deve reaparecer

A ausência de Federico Mancuello até do banco de reservas do Flamengo, na partida contra o Corinthians, é mais um capítulo da saga do clube em tentar condicionar os jogadores que não estão atuando em meio à sequência de jogos e viagens. O meia argentino foi preterido pelo técnico Zé Ricardo e, na reserva, perdeu a capacidade física que já não tinha. A comissão técnica definiu que, assim como outros atletas, o meio-campo seria sacado da relação da partida para aprimorar um trabalho de reforço muscular.

Nesta terça-feira, quando todo o grupo que atuou contra o Corinthians folga, Mancuello e outros atletas que não atuaram treinam no Ninho do Urubu visando a partida contra o Altético-MG, no domingo, em Brasília. Além do argentino, o colombiano Cuéllar, que também não é titular no momento, já realiza trabalho semelhante. Emerson Sheik já ficou fora pelos mesmos motivos e, agora com uma lesão, segue como dúvida. Quem retornou de contusão foi o zagueiro Juan, esse sim à disposição para o próximo jogo.

O desafio do técnico Zé Ricardo é manter um esquema que vem dando certo, mas que desgasta determinados jogadores mais do que outros. Na atual formação, os pontas como Ederson, Everton, Emerson Sheik e especialmente Marcelo Cirino são os que mais sofrem na parte física. Por isso, o clube mantém fartura de opções no setor, com Gabriel, Fernandinho, Thiago Santos, Nixon e Lucas Paquetá.

No meio-campo, a opção por Márcio Araújo também se deve a uma vantagem física. O jogador está mais adaptado em relação a Cuéllar e na avaliação da comissão técnica também desempenha melhor as funções táticas. A semana livre de trabalho vai servir para repensar todas essas definições. Com a parte física igualada, a concorrência promete aumentar.