| Futebol

Flamengo fica só no empate com o Palmeiras na Ilha do Urubu

Diego perde pênalti, e time de Zé Ricardo fica no 2 a 2

Encontraram-se na Ilha do Urubu dois times que ainda são melhores elencos do que realizações coletivas. E neste duelo, o Flamengo teve sempre mais iniciativa, muito mais intenção ofensiva. Mas em boa parte do jogo, a capacidade de criar situações para finalizar não esteve à altura do domínio da bola. Ainda que tenha havido chances para tirar do placar o 2 a 2, a melhor delas o pênalti perdido por Diego. O resultado é um tanto frustrante em outra rodada marcada por empate do líder Corinthians.

Goste-se ou não do trabalho de Zé Ricardo no Flamengo, há um traço que não parece dar margem a discussão: fez o Flamengo assumir uma espécie de compromisso com o protagonismo. É um mérito neste futebol brasileiro de times voltados para o contra-ataque em velocidade. É, também, uma ousadia, um ato de coragem num país em que se joga muito, treina-se pouco, mudam os elencos e há pouco espaço para ajustes coletivos. Riscos que, por vezes, cobram um preço.

No frenético primeiro tempo, o Flamengo assumiu sua personalidade habitual. Adiantou-se no campo, pressionou o Palmeiras em seu campo e teve iniciativa, expondo a debilidade defensiva de um rival desencontrado sem a bola. A aposta de Zé Ricardo por Pará no lugar de Rodinei também trouxe rápida recompensa, com o lance de pivô de Guerrero para o lateral abrir o placar. O volume do Flamengo ainda obrigou Jaílson a mais duas defesas.

Ocorre que manter-se adiantado, com a linha defensiva por vezes alguns passos à frente, exige pressão permanente para recuperar a bola longe do gol. Quando a estratégia falha, seja pela questão física do jogo, seja pelos raros momentos em que o Palmeiras saiu com qualidade de trás, a forma de atacar compromete o jeito defender. Foram dois gols em passes em profundidade, às costas dos laterais rubro-negros, o primeiro originado de falta de Mina em Guerrero. Willian empatou e Roger Guedes, em belo lance de Mina, virou. Menos mal que Guerrero, numa bola longa do goleiro Thiago, um lance meio descolado do roteiro previsto, empatou outra vez.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-fica-so-no-empate-com-palmeiras-na-ilha-do-urubu-21610083

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.