| Futebol

Flamengo luta até o fim, vence a Ponte e segue vice-líder do Brasileirão

Gabriel e Fernandinho marcam para o Mengão, que chegou aos 43 pontos

flameng - Flamengo luta até o fim, vence a Ponte e segue vice-líder do Brasileirão
Respira, Nação Rubro-Negra! Se precisar, respira de novo. Agora, esqueça as análises, comentários abalisados e tudo que lerá e ouvirá nos próximos dias. O Flamengo venceu a Ponte Preta por 2 a 1 no Kleber Andrade, acima de tudo, com o coração.

Sócio-torcedor tem o orgulho de jogar junto em cada vitória: o dinheiro vai para o Futebol e traz mais reforços, revelações e estrutura para o CT. E ainda tem vantagens nas lojas oficiais para comprar o Manto e vestir com orgulho! Clique e faça sua adesão agora.

O Mengão segue vice-líder do Brasileirão. Continua, sim, na briga pelo título. E em caminhadas como essa, existem diferentes tipos de jogos e, independente da posição que o Mais Querido ocupará ao final das 38 rodadas, a noite deste 7 de setembro de 2016 será sempre lembrada pela dedicação, raça e busca incessante pela vitória da equipe rubro-negra.

Desde o apito inicial, a Ponte Preta demonstrou que seria um adversário duríssimo de ser batido. Mesmo assim, nos primeiros 15 minutos o Flamengo foi absoluto no jogo. Apertando, criava chances, ganhava espaços e encontrava as oportunidades. Aos 13, Éverton cobrou escanteio. Réver escorou, Leandro Damião desviou e Aranha fez grande defesa. No rebote, Gabriel testou e mesmo com o desvio do goleiro colocou a bola no fundo das redes. Mengão 1x0.

A partir daí, a Ponte Preta cresceu na partida, fechou a marcação e impôs extrema dificuldade ao Flamengo. Diego era caçado em campo. O adversário criava, ameaçava Alex Muralha e a dose de adrenalina aumentava no torcedor.

O Mengão reagia. Aos 23, Éverton testou para quase marcar após grande bola de Gabriel. Dez minutos depois, Aranha bobeou e Éverton, mais uma vez, quase marcou. A vantagem parcial foi mesmo rubro-negra ao apito final da etapa inicial.

No segundo tempo, o jogo endureceu ainda mais. Gabriel sofreu uma indisposição no vestiário e deu lugar a Marcelo Cirino. Aos dois minutos, o camisa 7 experimentou de média distância, mas a bola saiu.

O Flamengo não encontrava espaços. Pará, bem pela direita, tentava encontrar Leandro Damião na área. A zaga paulista era implacável na marcação. E foi em uma tentativa rubro-negra, que Aranha fez a defesa, repôs a bola com extrema rapidez e encontrou William Pottker. O atacante subiu pelo lado esquerdo, bateu forte e cruzado e empatou a partida sem chances para Alex Muralha.

A tensão aumentou. Atingiu nível máximo quando Diego soltou uma bomba em cobrança de falta e obrigou Aranha a fazer grande defesa. Nessas horas, o relógio parece que corre mais rápido. 32, 33, 34... 

Mas enquanto há jogo, há luta para o Flamengo. Insistência, persistência, resistência. Raça, coração e muito fôlego. Bola na área da Ponte, a zaga rebateu, Diego tentou de bicicleta e no rebote Fernandinho apareceu para fazer o segundo gol rubro-negro.

O Kleber Andrade explodiu de alegria. Vizinhos Brasil afora certamente ouviram os gritos do milhões de torcedores do Flamengo espalhados pelo país. O coração, que durante o jogo, especialmente no segundo tempo, ficou apertado, agora batia feliz e aliviado. 

Com o triunfo, o Mengão chegou aos 43 pontos, três a menos que o líder Palmeiras. O próximo compromisso do Mais Querido será contra o Vitória, sábado, 18:30, no Barradão. É hora de preparar o coração mais uma vez.





Fonte: http://www.flamengo.com.br/site/noticia/detalhe/24039/flamengo-luta-ate-o-fim-vence-a-ponte-e-segue-vice-lider-do-brasileirao

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.