| Futebol

Flamengo passa a ter acesso a fundo da Lei Pelé para formação de atletas

Clube está apto a receber parte dos recursos, estimados no valor de R$140 milhões e provenientes do percentual de 0,5% de arrecadação da loteria esportiva

Marcelo Vido, Eduardo Bandeira de Mello e Alexandre Póvoa coletiva Flamengo (Foto: Matheus Tibúrcio)Vice de Esportes Olímpicos, Alexandre Póvoa comemorou a conquista (Foto: Matheus Tibúrcio)

O Flamengo anunciou oficialmente que agora faz parte do grupo de 16 clubes que têm acesso aos recursos da Lei Pelé, com valor estimado em R$140 milhões para a formação de atletas olímpicos. Com isso, o Rubro-Negro torna-se um dos únicos dois clubes de futebol - ao lado do Paraná - a receber tal verba, proveniente do percentual de 0,5% da arrecadação da Loteria Esportiva. No Rio de Janeiro, somente o Tijuca Tênis Clube também recebe o benefício.

Alexandre Póvoa, vice-presidente de Esportes Olímpicos do Flamengo, comemorou a conquista.

- Enfim, hoje, o Flamengo encontra-se na elite da transparência como clube-cidadão do Brasil. É um enorme orgulho. Todos foram responsáveis para chegarmos nesse dia: ex-dirigentes que começaram essa luta no campo político e esportivo em prol dos esportes olímpicos; os sócios que aprovaram a ideia do clube cidadão, pagador de seus impostos; dos conselheiros que compreenderam e votaram no caminho na direção de uma governança mais moderna e da aprovação das contas Porém, nada foi mais importante do que o sentimento olímpico mais puro de mais de mil atletas que representam o Manto Sagrado rubro-negro no Brasil e pelo mundo afora, o sonho dos 2.500 alunos da Escola de Esportes Sempre Flamengo e a tenacidade de 150 profissionais que cercam toda essa estrutura.

Com o primeiro chamamento de projetos da Confederação Brasileira de Clubes girando em torno de R$30 milhões destinados para a aquisição de equipamentos, o Flamengo já enviou os primeiros três projetos para análise. O resultado será divulgado até o final de outubro, e os recursos liberados até o fim do ano. Em seguida, outros chamamentos acontecerão para a apresentação de projetos em outros campos do esporte olímpico, como o financiamento de despesas correntes.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.