• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Flamengo perdeu as duas disputas de pênaltis que participou no ano

Na última terça-feira (01), o Flamengo foi eliminado pelo Racing, da Argentina, e deu adeus à Libertadores nas oitavas de final da competição. Com o empate por 1 a 1 no tempo regulamentar, a partida precisou ser decidida nos pênaltis. Esta foi a segunda decisão do Fla por penalidades na temporada de 2020, e o Rubro-Negro saiu derrotado nas duas oportunidades.

A  final da Taça Rio foi a primeira decisão por pênaltis do Flamengo este ano. À época, comandado por Jorge Jesus, o Rubro-Negro acabou perdendo o título para o Fluminense após Willian Arão, Léo Pereira e Rafinha desperdiçarem suas cobranças. Desta vez, pela Libertadores e já com Rogério Ceni à frente da equipe, o Fla foi eliminado por 5 a 3 e, novamente, Arão parou no goleiro.

Com a eliminação nos pênaltis na Libertadores, o Flamengo é desclassificado precocemente da competição de acordo com o planejamento financeiro. Isso porque, o clube carioca projetou o orçamento com a premiação de semifinalista. Com a queda nas oitavas de final no torneio continental e também a eliminação nas quartas da Copa do Brasil, o Rubro-Negro deixa de receber cerca de R$ 42 milhões. Este déficit preocupa os planos de executar a compra em definitivo de Pedro e Thiago Maia, prioridades para 2021.

Desta forma, o Flamengo foca toda sua energia na única competição que disputará até o fim da temporada: o Campeonato Brasileiro. No momento, o Rubro-Negro está em terceiro lugar, com 39 pontos e um jogo a menos do que duas equipes que formam o G4. O próximo compromisso do Mais Querido é o clássico contra o Botafogo, no sábado (04), às 17h (horário de Brasília), no estádio Nilton Santos, pela 24ª rodada do Brasileirão.

Publicado em colunadofla.com.