Um exemplo disso é que é muito difícil imaginar que Alex Muralha, Rafael Vaz, Romulo, Conca, Mancuello e Gabriel permaneçam. Todos muito contestados pela torcida, em tese já estão à procura de um novo destino. Os seis atletas devem ser envolvidos em negociações ou dispensados pela cúpula rubro-negra. 

O único caso já definido é o de Conca, que voltará para o futebol chinês depois do ano emprestado à Gávea. Quanto ao restante, os dirigentes vêm encarando dificuldades para repassar. O mercado está desaquecido e poucos clubes mostraram interesse em contratar qualquer um destes nomes em definitivo (maior vontade do Flamengo). Até mesmo Márcio Araújo, que foi sondado pela Chapecoense por empréstimo, deve acabar continuando.

A "barca" de saídas só não deve ser maior porque o dinheiro para investir em contratações não será tão vasto quando neste ano. O objetivo dos dirigentes é aproveitar a base formada e apostar em nomes pontuais.

​​