Na prática, os cariocas ainda têm a chance de conquistar a Copa Sul-Americana, mas é consenso no clube de que se trataria apenas de um "prêmio de consolação" bem abaixo do investimento realizado. Foram cerca de R$ 70 milhões em contratações em 2017. A ideia inicial é de que, na temporada que vem, o clube diminua as cifras para montar o plantel.

De acordo com o jornalista ​Rodrigo Mattos, a diretoria entende que não dá para repetir os gastos até porque vê uma base de time montada. Haverá um valor disponível para contratações, mas não no volume visto neste ano. Já a folha salarial sofrerá aumento apenas de acordo com a inflação, ao passo que nomes como Mancuello e Conca deverão aliviar os custos mensais com suas respectivas saídas.

Apesar de os números ainda não serem concretos, o planejamento é basicamente seguir tal linha. A proposta orçamentária será apresentada em breve pelo departamento de finanças.