Flamengo pode atingir marca expressiva contra o Palmeiras

Flamengo pode atingir marca expressiva contra o Palmeiras

O Flamengo é líder isolado do Campeonato Brasileiro e vive um bom momento nas outras duas competições em que disputa: classificado para as oitavas de finais da Copa Conmebol Libertadores e para as quartas da Copa do Brasil. Além disso, a equipe rubro-negra pode atingir uma marca expressiva nesta quarta-feira (13), pelo Brasileirão: partidas sem levar gols.

O time vem de uma sequência de cinco jogos sem ter a sua defesa vazada pelo torneio nacional. Venceu o Atlético-MG por 1 a 0, Bahia por 2 a 0, Corinthians por 1 a 0, Fluminense por 2 a 0 e o Paraná também por 2 a 0. Ou seja, se o Mais Querido não levar gol contra o Palmeiras, vai igualar a marca que havia atingido apenas em 2009, quando passou seis jogos intactos com o sistema defensivo e sagrou-se campeão daquele ano, segundo informou o jornal Extra.

A sequência positiva do sistema defensivo não vem de agora. O Fla é a segunda melhor defesa do Campeonato, empatado com o Cruzeiro, levando apenas seis gols. O Grêmio sofreu apenas cinco. Dos 11 cotejos disputados até então, o Rubro-Negro fora vazado em apenas três oportunidades. Na derrota para a Chapecoense por 3 a 2, quando Mauricio Barbieri optou por levar um time recheado de reservas para Chapecó, e nos empates contra o Vitória, 2 a 2, e contra o Vasco, 1 a 1.

Thuler e Léo Duarte terão a responsabilidade de parar o ataque do time paulista nesta quarta (Foto: Gilvan de Souza/Flamengo)

O desempenho é bastante positivo do setor defensivo. Só para ter como parâmetro, o Corinthians que fora campeão em 2017 e que tinha como ponto forte a sua defesa, terminou o Brasileirão não tomando gols em apenas 47,3% dos embates. O Mais Querido, até então, não levou gol em impressionantes 72,7% das partidas, ou seja, 8 pelejas, conforme o Extra noticiou.

Outro que pode atingir uma marca expressiva nesta quarta (13) é o goleiro Diego Alves. O camisa 1 está há 512 minutos sem levar gol e pode ultrapassar Cantarele — que em 1974 ficou 630 minutos sem sofrer nenhum tento —, como o arqueiro com a maior sequência sem ter que ir buscar a bola no fundo da rede na história do clube.