Flamengo quer reduzir pressão em visita ao Santa Fe pela Libertadores

Flamengo quer reduzir pressão em visita ao Santa Fe pela Libertadores

Pressionado pela sua própria torcida, que inclusive foi hostilizar o elenco no aeroporto no embarque para a Colômbia, o Flamengo visita o Independiente Santa Fe nesta quarta-feira, às 21h45(de Brasília), no Estádio Nemesio Camacho, o El Campín, em Bototá, pela abertura da quarta rodada do Grupo D da Copa Libertadores. Os brasileiros lideram a chave com quatro pontos, ao lado do River Plate, que na quinta-feira recebe o Emelec do Equador, lanterna com um ponto. Porém, os flamenguistas precisam pontuar para não se complicarem, já que os colombianos somam três pontos, em terceiro lugar.

Maurício Barbieri, comandante do Flamengo tem procurado trabalhar o aspecto psicológico dos jogadores. Algo complicado até para ele, que continua interinamente no cargo e sem que uma efetivação parece ser confirmada pelos próximos dias.

Pressionado, o Flamengo treinou e reconheceu o gramado na Colômbia na segunda-feira (Foto: Gilvan de Souza/CRF)

O ambiente no Flamengo é conturbado um pouco também por conta das indefinições. Isso porque, em campo, as coisas não vão tão mal assim. Além da liderança na Libertadores, o time está na terceira posição do Campeonato Brasileiro, competição pela qual no fim de semana derrotou o América-MG por 2 a 0, em casa, em choque que marcou a despedida do goleiro Júlio César dos gramados.

“Sabemos que a pressão no Flamengo é muito grande, mesmo o time estando na liderança ou entre os primeiros colocados. Aqui sempre se cobra estar em primeiro, ganhar os jogos e conquistar títulos. Já estamos acostumados com este tipo de pressão e a necessidade de ganhar. O nosso foco está mesmo em encontrar a melhor maneira de surpreender o Independinete Santa Fe e encaminhar a classificação”, disse o lateral-esquerdo Renê.

Os flamenguistas, quando o assunto é o rival, esperam muita correria.

“Com certeza o Santa Fe vai querer impor uma forte pressão em casa. É um time muito veloz e vai querer tirar proveito disso”, analisou o zagueiro Juan.

Já os colombianos não acreditam em um Flamengo muito diferente do que foi visto na partida da semana passada, quando os dois times empataram por 1 a 1 no Maracanã.

“O Flamengo tem um estilo de jogo muito bem defijnido, de toque de bola e procurando vbalorizar a posse dela. Vai jogar assim contra a gente também na Colômbia e temos que estar preparados”, disse Agustín Julio, treinador do Independiente.

Para este compromisso o Flamengo não sabe se poderá contar com o meia Diego, que tenta se recuperar de lesão na coxa direita. Willian Arão está de sobreaviso. O goleiro Diego Alves retorna ao posto após a despedida de Júlio César. Suspenso diante do América pelo Brasileiro, o meia Everton Ribeiro reaparece no lugar de Geuvânio.

Já pelo lado do Independiente Santa Fe, que ainda não ganhou nesta fase de grupos, contabilizando três empates, a tendência é que Agustín Julio repita a formação que arrancou o empate no Rio de Janeiro.

FICHA TÉCNICA INDEPENDIENTE SANTA FE-COL X FLAMENGO-BRA

Local: Estádio Nemesio Camacho, o El Campín, em Bototá (Colômbia) Data: 25 de abril de 2018 (Quarta-feira) Horário: 21h45(de Brasília) Árbitro: Daniel Fedorczuk (Uruguai) Assistentes: Richard Trinidad (Uruguai) e Miguel Nievas (Uruguai)

INDEPENDIENTE SANTA FE: Leandro Castellanos, Carlos Arboleda, Javier López, William Tesillo E Juan David Valencia; Yeison Gordillo, Sebastián Salazar e Baldomero Perlaza; Anderson Plata, Wilson Morelo e John Pajoy Técnico: Agustín Julio FLAMENGO: Diego Alves, Rodinei, Réver, Juan e Renê; Gustavo Cuéllar, Diego (Willian Arão), Lucas Paquetá, Everton Ribeiro e Vinicius Júnior; Henrique Dourado Técnico: Maurício Barbieri