| Futebol

Flamengo recebe a Católica no Maracanã lotado de olho nas oitavas de final

Vitória garante avanço na Libertadores desde que Atlético-PR vença San Lorenzo

flameng - Flamengo recebe a Católica no Maracanã lotado de olho nas oitavas de final

O Flamengo tem pela frente nesta quarta-feira sua primeira decisão na Libertadores. O rubro-negro enfrenta a Universidad Católica, às 21h45m, no Maracanã, podendo garantir a sua classificação antecipada à próxima fase. A matemática é simples. Com seis pontos e na segunda colocação do Grupo 4, o Flamengo precisa vencer e torcer por um tropeço do San Lorenzo diante do Atlético-PR na Arena da Baixada. Neste caso, os dois brasileiros se classificariam.

No jogo desta noite, o Flamengo não terá o meia Diego e o volante Rômulo, machucados, mas terá o forte apoio de sua torcida. Todos os ingressos colocados à venda (52 mil) foram vendidos.

— Será uma verdadeira final, estamos tratando assim porque podemos sacramentar a nossa classificação. Tenho certeza que vamos dar a vida, diante de 60, 70 mil pessoas, para podermos comemorar a classificação — disse o lateral-direito Pará.

Na vaga de Rômulo, o técnico Zé Ricardo deve optar pelo argentino Mancuello. Foi o argentino que substituiu o volante quando este torceu o joelho direito diante do Fluminense, ainda no primeiro tempo da decisão do Campeonato Carioca, no último domingo.

O atacante Paolo Guerrero, que chegou a assustar a torcida do Flamengo ao sair mancando do jogo contra o Fluminense, não será problema.

— Guerrero está bem. O nome dele já fala por si só. Ele vai querer entrar em campo, é peça fundamental. Com certeza vai fazer um dos gols para conseguirmos a vitória — disse Pará.

Até o momento, na Libertadores, o Flamengo venceu os dois jogos em casa. Nas duas ocasiões, diante de San Lorenzo e Atlético-PR, o gramado do Maracanã foi criticado. Para Pará, o momento é de superar as dificuldades.

— O gramado tem deixado a desejar, mas temos que passar por cima de tudo — afirmou o lateral.

Eficiência na marcação

Nas últimas duas participações na Libertadores, o Flamengo esteve mal. Foi eliminado na primeira fase em 2012 e 2014. Em 2014, inclusive, caiu no Maracanã. Precisava de uma simples vitória sobre o León, do México, mas perdeu por 3 a 2 e deu adeus à competição.

— É difícil falar do passado, estou vivendo esse presente. Nosso grupo é maravilhoso e está determinado no que tem de fazer. O professor Zé está dando tudo de mão beijada para nós fazermos o certo em campo — disse Pará.

Para conseguir o triunfo sobre a Universidad Católica, o Flamengo conta com o bom desempenho de sua defesa. Principalmente para anular o forte jogo aéreo do experiente atacante uruguaio Santiago Silva, de 36 anos.

— Cada jogo é uma história. Lá fizeram o gol na bola parada, mas estamos muito concentrados para não cometer esse erro. Conseguimos neutralizar as jogadas do Flu. Amanhã (hoje), eles vêm tentar impor força física, mas temos que ficar ligados — analisou Pará.

Apesar de não viver um bom momento com a camisa da Universidad Católica, Santiago Silva está confirmado no time titular. Ele tem apenas três gols em 14 jogos no ano e viu a sua titularidade ser ameaçada pelo atacante chileno Roberto Gutiérrez, que no fim de semana marcou dois gols na vitória da Católica por 3 a 1 sobre a rival Universidad de Chile. O técnico Mario Salas, no entanto, resolveu dar mais uma chance para o veterano quemarcou o gol da vitória da Católica sobre o Flamengo por 1 a 0, no Chile.

Fonte: https://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-recebe-catolica-no-maracana-lotado-de-olho-nas-oitavas-de-final-21286315

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.