Flamengo se reapresenta sem Guerrero e com Diego fora da Copa

Flamengo se reapresenta sem Guerrero e com Diego fora da Copa

O Flamengo se reapresentou nesta segunda-feira à tarde, no Ninho do Urubu, com duas de suas principais estrelas como protagonistas de notícias nada positivas.

O atacante Paolo Guerrero sequer se apresentou para o treinamento depois de ter a punição por doping ampliada de seis para 14 meses em decisão divulgada pelo Tribunal Arbitral do Esporte.

COPA, CABELO E BIGODE: Desafiamos você a reconhecer 10 jogadores pelo penteado

Já o meia Diego voltou a treinar depois de ficar fora da lista de Tite para a Copa do Mundo. Por conta da pena, Guerrero também não vai defender sua seleção, o Peru, no Mundial.

O Flamengo encarar o Emelec pela Libertadores na quarta-feira, no Maracanã, sem Guerrero, mas com Diego, que se recuperou de lesão e enfrentou a Chapecoense no domingo. Na partida, pelo Brasileiro, o Flamengo perdeu por 3 a 2. No ataque rubro-negro, Henrique Dourado agora é a única esperança.

A defesa de Guerrero pedia a anulação por completo da pena, que foi reduzida a 6 meses, e a Agência Mundial Antidoping (Wada) pedia aumento para dois anos, tempo aplicado para casos de doping em que fica comprovado que o atleta não fez uso de uma substância proibida para melhorar o desempenho esportivo. A FIFA, terceira parte do caso, que julgou o processo de Guerrero em duas instâncias, também esteve na reunião.

Guerrero já havia voltado aos treinos no Flamengo em 20 de março (45 dias antes do fim da suspensão de seis meses, como prevê o código da Wada). No período em que esteve liberado para jogar, disputou três partidas pelo rubro negro e marcou um gol. Ele não deve mais vestir a camisa do time já que seu contrato termina em agosto.

Nesta segunda-feira, chegou a fazer fotos oficiais para a seleção peruana.