| Futebol

Flamengo só empata com Corinthians no Maracanã e se afasta da ponta

No reencontro com a torcida, na tarde deste domingo, no Maracanã, Flamengo e Corinthians empataram por 2 a 2. O resultado fez a equipe rubro-negra se afastar do líder Palmeiras. O rubro-negro carioca chegou a 61 pontos ganhos, seis a menos do que a equipe paulista. Os gols foram marcados por Guerrero, dois, para o Flamengo e Guilherme e Rodriguinho para o Flamengo. Satisfeita com o desempenho da equipe, a torcida que lotou o Maraca, aplaudiu a equipe da Gávea no final da partida.

Na presença de Tite, técnico da Seleção Brasileira, Flamengo e Corinthians disputaram uma partida repleta de lances emocionantes. O Corinthians saiu na frente, mas o Flamengo reagiu no segundo tempo , chegou ao empate e criou várias chances para alcançar a vitória, mas esbarrou na atuação segura do goleiro Walter. O time paulista jogou parte da segunda etapa com apenas dez jogadores por causa da expulsão do atacante Guilherme, mas soube resistir à pressão do adversário.

.Na próxima rodada, o Flamengo enfrentará o Atlético-MG, no Independência; O Corinthians vai encarar a Chapecoense, no Itaquerão.

Apoiado por grande e entusiasmada torcida, o Flamengo começou a partida no ataque. Aos três minutos, Diego tocou para Mancuello que cruzou para a entrada de Willian Arão, mas Fagner bloqueou o chute. Com Diego se movimentando por todos os lados do campo, o time carioca controlava as ações enquanto o Corinthians apenas se defendia. Aos cinco minutos, o Flamengo chegou a botar a bola nas redes de Walter, mas a arbitragem invalidou o lance, marcando impedimento de Paolo Guerrero.

Aos seis minutos, no primeiro ataque bem organizado, o Corinthians marcou o primeiro gol. O atacante recebeu de Romero e chutou da entrada da área. A bola bateu na trave direita e entrou nas redes, sem que Alex Muralha pudesse fazer nada. O Flamengo tentou mostrar que não se abalou e Mancuello, depois de receber de Diego, chutou forte para boa defesa de Walter.

Depois de alcançar a vantagem, o Corinthians passou a assumir uma postura defensiva, dando a posse de bola ao Flamengo e tentando aproveitar os espaços para o contra-ataque.

Aos 14 minutos, o Flamengo empatou. Diego bateu escanteio e Guerrero, de cabeça, desviou para o gol. Os jogadores da equipe paulistas reclamaram da posição do atacante peruano que estava impedido, mas a arbitragem confirmou o gol.

O time paulista tentou reagir logo após sofrer o gol do empate e Guilherme quase surprendeu Alex Muralha, mas a bola passou perto. Logo depois foi a vez de Romero que se aproveitou da falha de marcação da defesa carioca para penetrar e chutar, mas a bola acabou saindo, em grande chance perdida pela equipe paulista.

O Corinthians era mais objetivo. Aos 23 minutos, Giovanni Augusto enfiou bom passe para Marquinhos Gabriel, mas o goleiro Alex Muralha foi mais esperto e ficou com a bola. O Flamengo só reapareceu no ataque aos 25 minutos quando Diego lançou Réver. O zagueiro concluiu, mas Walter defendeu sem problemas.

Depois dos 30 minutos, o ritmo do jogo ficou mais lento. O Flamengo continuava com mais posse de bola, mas já não atacava com muita agressividade. O Corinthians seguia mais fechado, esperando uma brecha na defesa adversária.

A torcida do Flamengo apoiava muito o time e vaiava o lateral Fagner sempre que o corintiano tocava na bola. No primeiro turno, numa dividida com o jogador do Corinthians, o meia Ederson sofreu grave contusão e até hoje não voltou aos gramados. Aos 42 minutos, Emerson Sheik recebeu a bola na entrada da área, mas chutou torto e desperdiçou uma boa chance.

Nos acréscimos, o Corinthians desempatou. Romero investiu pela direita e cruzou. Guilherme fez o corta-luz e Rodriguinho completou para a redes, num bonito gol. Na comemoração, um copo foi arremessado pela torcida no meia Marquinhos Gabriel.

O Flamengo voltou para o segundo tempo com o atacante Fernandinho na vaga do meia Mancuello, tentativa do técnico Zé Ricardo de reeditar uma fórmula que deu certo em algumas partidas. E o time dirigido por Zé Ricardo passou a atuar mais adiantado, impedindo que o adversário tivesse liberdade para sair jogando e sendo obrigado a sair da defesa com chutões, o que facilitava a tarefa da equipe carioca. Aos sete minutos, Williams toca com a mão na bola na entrada da área, mas a cobrança de Diego acaba nas mãos do goleiro Walter. Um minuto depois, Fernandinho tabelou com Guerrero, invadiu a área e chutou para boa defesa de Walter.

A pressão rubro-negra deu resultado e o Flamengo marcou o gol do empate, aos 13 minutos, novamente com Paolo Guerrero. Após cruzamento na área, Walter deu rebote após cabeçada de Willian Arão e Guerrero só empurra para o fundo das redes.

Depois do empate, a torcida se inflamou novamente e passou a empurrar o time da casa em busca da virada. Aos 15 minutos, Diego cruzou, a bola desviou em Fagner e acabou com Emerson que concluiu em cima da zaga.

Só aos 19 minutos é que o time paulista apareceu na área rubro-negra em enfiada de Romero para Guilherme, mas o goleiro Alex Muralha saiu com precisão e acabou com o perigo.

Aos 25 minutos, Balbuena derrubou Guerrero na entrada da grande área. Diego bateu, mas a bola ficou na barreira. O Corinthians dava cada vez mais espaço ao Flamengo que pressionava em busca do terceiro gol.

Para tentar melhorar o rendimento da equipe, o técnico Oswaldo de Oliveira trocou Marquinhos Gabriel por Marlone. Aos 31 minutos, o Corinthians passou a jogar com dez jogadores. O atacante Guilherme tentou atrapalhar uma cobrança de falta por parte do Flamengo, foi advertido com o segundo cartão amarelo e excluído da partida. Logo depois, o técnico Zé Ricardo tentou aumentar o poderio ofensivo da sua equipe, trocando o volante Willian Arão pelo atacante Leandro Damião.

Aos 39 minutos, Sheik arrancou em velocidade e cruzou fechado para a entrada dos atacantes, mas o goleiro Walter se antecipou e fez grande defesa. Logo depois, Marlone tentou colocar no ângulo do gol defendido por Alex Muralha, mas mandou para fora.

Aos 44 minutos, Guerrero, inteiramente livre na área, recebeu cruzamento de Emerson e cabeceou para fora. Logo depois foi a vez de Emerson Sheik que se livrou da marcação e chutou com grande perigo. No último lance, Réver cabeceou e Walter fez grande defesa.

FICHA TÉCNICA FLAMENGO 2 X 2 CORINTHIANS

Local:Estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ) Data: 23 de outubro de 2016, domingo Horário: 17 horas (de Brasília) Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS) Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) Cartões amarelos: FLAMENGO: Emerson Sheik, Réver.CORINTHIANS Guilherme, Giovanni Augusto, Rodriguinho, Walter Cartão vermelho: CORINTHIANS: Guilherme. Público: 54.250 pagantes (65.743 presentes). Renda: R$ 3.203.207,50.

GOLS: FLAMENGO: Paolo Guerrero, aos 14 minutos do 1T e aos 13 minutos do 2T. CORINTHIANS:Guilherme, aos 6, e Rodriguinho, aos 46 minutos do 1T.

FLAMENGO:Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Jorge(Chiquinho); Márcio Araújo, Willian Arão(Leandro Damião), Diego e Mancuello(Fernandinho); Emerson Sheik e Paolo Guerrero Técnico:Zé Ricardo

CORINTHIANS: Walter; Fagner, Vilson, Balbuena e Uendel; Willians, Giovanni Augusto(Camacho), Rodriguinho, Romero(Lucca) e Marquinhos Gabriel(Marlone); Guilherme Técnico: Oswaldo de Oliveira

Fonte: http://www.gazetaesportiva.com/campeonato-brasileiro-serie-a/flamengo-so-empata-com-corinthians-no-maracana-e-se-afasta-da-ponta/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.