Flamengo também move ação contra a FERJ para explorar publicidade no campo

Na última quarta-feira (31), o Flamengo ajuízou duas ações em face da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ): uma devido à falta de transparência na gestão dos ativos da instituição e outra para explorar publicidade nas placas em volta do gramado, já que hoje a instituição tem exclusividade nestas negociações.

O vice-presidente jurídico do Flamengo, Flávio Willeman, afirma que a reivindicação é de interesse de todos os afiliados à Federação e que o clube preferia o acordo amigável a recorrer à Justiça.

"O Flamengo busca uma decisão judicial que o declare como detentor do direito de exploração da publicidade nos estádios em que for atuar, o que lhe garante, por consequência, o direito de negociar diretamente com as empresas interessadas, sem a necessidade de intermediação da Federação. Esse direito é extraído da Lei Pelé, como decorrência do direito de arena. É pleito antigo do Flamengo e de interesse de todos os clubes, creio, não obtido de forma amigável. Não digo que tenho prazer em ajuizar estas ações. Muito pelo contrário, gostaria de harmonia. Mas o Flamengo atua e atuará de forma intransigente na defesa de seus direitos e interesses, utilizando todos os meios que estiverem à disposição no ordenamento jurídico", afirmou.