Flamengo vai acionar Polícia e MP sobre agressões no aeroporto

Flamengo vai acionar Polícia e MP sobre agressões no aeroporto

O Flamengo vai registrar um boletim de ocorrência e acionar a Polícia e o Ministério Público, depois das cenas lamentáveis ocorridas no Aeroporto do Galeão, na sexta-feira, antes da equipe embarcar para Fortaleza, para o jogo diante do Ceará. A informação foi divulgada primeiro pelo Globoesporte.com e confirmada pela reportagem do Lance!

No dia, o Flamengo publicou uma nota de repúdio e nesta quarta-feira vai até a Polícia Civil fazer as denúncias. Após o ocorrido, e já em trégua com os torcedores, o meia Diego afirmou que não foi uma "quase agressão"e sim uma agressão ocorrida por parte dos presentes no Aeroporto. O clube e os outros jogadores classificaram os deliquentes como "não-torcedores"e que não representam a torcida rubro-negra.

Os advogados do Flamengo vão procurar o Grupo de Atuação Especializado do Desporto e Defesa do Torcedor (GAEDEST). O objetivo da diretoria é identificar e punir os torcedores que tiveram esse ato hostil no embarque da delegação. 

Após a boa atuação e vitória sobre o Ceará, o meia Diego comemorou o gol abraçando a torcida. O camisa 10 foi um dos mais cobrados no embarque e deve comparecer também como testemunha contra os agressores. Ele destacou que esse tipo de cobrança em nada ajuda.

- Nesse momento, o que a gente puder manter de calma ajuda, é momento de tensão, qualquer atitude brusca pode gerar violência e situações irreparáveis. Não temos problemas em sermos cobrados, mas tem quer ser da maneira correta para surtir efeito. Caso contrário, não vai acontece - afirmou.