| Futebol

Flamengo vence a segunda seguida: 3 a 0 no Macaé

Diego, Aislan, contra, e Arão marcam na partida no Raulino de Oliveira

flameng - Flamengo vence a segunda seguida: 3 a 0 no Macaé

Longe de fazer uma partida primorosa, o Flamengo fez o que se espera dos times grandes no Carioca: venceu o Macaé, nesta quarta-feira, no Estádio Raulino de Oliveira, por 3 a 0, sem levar sustos. Assim segue na liderança do Grupo B da Taça Guanabara, com seis pontos em dois jogos.

— A gente cria bastante, pelos meios e lados, muitas opções de jogo e tem mais chances de gol — disse Guerrero.

Ainda em fase de formação, o time do Flamengo, pensado pelo técnico Zé Ricardo, já apresenta algumas pitadas do estilo de jogo. A escalação ainda não é a definitiva — o colombiano Berrío deve substituir, em breve, o argentino Mancuello —, mas é possível perceber o esquema com dois volantes que vão à frente. Os espaços dados ao Macaé, ontem, em Volta Redonda, é resultado, sobretudo, do pouco entrosamento entre Rômulo e William Arão.

Porém, a equipe, diante de um adversário bem mais fraco, soube atender o pedido do treinador: recuperação rápida da bola. Mesmo as parcas subidas do Macaé nas costas dos laterais e algumas bobeadas da zaga não deram em nada. Tanto que o goleiro Alex Muralha não fez uma defesa sequer no primeiro tempo.

O Flamengo não finalizava em profusão, mas o suficiente para dominar o jogo. Com a bola de pé em pé, o rubro-negro construiu jogadas pelas laterais, sobretudo a direita, e tentou infiltrações até o atacante Guerrero, que chegou a marcar, aos 29, mas estava impedido. Mas foram as bolas altas que, inicialmente, deram mais trabalho ao goleiro Milton Raphael, com Rever e Rafael Vaz. Aos 36, Vaz cabeceou no canto do camisa 1 do Macaé, que espalmou para escanteio.

Logo depois, o goleiro não pôde fazer nada na cobrança de pênalti de Diego, que fora derrubado na área, aos 39. O gol, mesmo no fim, deu mais confiança ao rubro-negro e acuou o time de René Simões. Foram duas chances de gol dos homens de frente. Primeiro, aos 43, em chute cruzado de Guerrero no canto direito de Milton Raphael. Nos acréscimos, Arão enfiou para Mancuello, que ficou com a bola após furada da defesa adversária. O argentino limpou bem a jogada, chutou rasteiro, porém a bola saiu raspando a trave macaense.

O placar de 1 a 0 não era suficiente para o Flamengo. No retorno do intervalo, o meia Diego deixou claro quais eram as intenções do time: “Não vamos recuar, não vamos recuar!”, disse na volta ao campo.

Todos escutaram o craque da equipe e encurralaram o Macaé. Mas nem precisou de muito esforço dos jogadores rubro-negros para o time ampliar o resultado. No primeiro minuto do segundo tempo, Mancuello cruzou para a área e Aislan, do Macaé, cabeceou para o gol do próprio time: 2 a 0.

Daí em diante, o Macaé praticamente se entregou e restava saber se a goleada se configuraria. O caminho parecia ser esse, pois aos seis minutos, Everton levantou a bola para Mancuello, que cruzou na área. Milton Raphael ainda tocou de leve na bola, que sobrou para Arão fazer o terceiro.

No lance seguinte, Diego chutou, Everton pegou o rebote, a bola desviou em Guerrero e foi para fora. Minutos depois, Everton foi lançado pelo peruano e soltou uma bomba defendida pelo goleiro.

Na parte final do jogo, com a vitória garantida, o técnico Zé Ricardo resolveu testar outra formação. Tirou Mancuello e colocou Cuellar, numa formação com quatro homens no meio-campo e dois atacantes. Fora uma descida ou outra do Macaé, o Flamengo continuou a criar chances de gol.

Porém, o treinador não pôde analisar a nova formação por muito mais tempo. Aos 29, Éverton recebeu o segundo cartão amarelo após falta em Alan e foi expulso do jogo. A desvantagem numérica não fez diferença e o placar foi mantido.

Fonte: http://oglobo.globo.com/esportes/flamengo-vence-segunda-seguida-3-0-no-macae-20860081

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.