| Futebol

Flamengo x Grêmio em Brasília sim senhor!!!

flameng - Flamengo x Grêmio em Brasília sim senhor!!!

Caros Rubro Negros,

Imaginem por um instante que existisse um “trending tópics” somente para flamenguistas englobando as conversas de mesas de botecos, cafezinhos, e é claro, Twitter, Facebook, Whatsapp e outras redes sociais. Certamente encontraríamos no topo da lista temas do tipo “Como adornar uma bandeja de prata com a cabeça do Zé Ricardo” e “ Em qual time de várzea o Márcio Araújo deveria jogar”. Mas semana passada um outro assunto surgiu e certamente estaria no topo do nosso trending tópics Rubro Negro: Flamengo e Grêmio jogam domingo, dia 21 às 11:00 no Estádio Nacional Mané Garrincha em Brasília. Opa… Jogo com mando do Flamengo em Brasília??? E lá vamos nós de novo…

Devido a jogos anteriores, em especial o jogo do Coritiba em 2015, já começou uma onda de críticas relativas a realização de jogos do Flamengo pelo campeonato Brasileiro na capital federal. É um tal de “está entregando o campeonato por questões financeiras” pra cá, um tal de “o retrospecto em Brasília é péssimo e por isso vamos perder” pra lá… E sinceramente para mim tudo isso tem muito pouco sentido.

Vamos por partes: É óbvio que o Flamengo está trazendo o jogo para Brasília sim de olho em um bom público e uma arrecadação substancial. E isso não está errado de forma alguma. Eu sei que isso é novo em se tratando de futebol brasileiro, em especial de Flamengo, mas é bom que se diga que não existe “abrir mão” quando o assunto é a gestão financeira de uma instituição séria, como o Flamengo almeja ser. Temos muitas contas para pagar, salários e outros compromissos. E ainda temos um longo caminho para atingirmos a situação financeira que nos permitirá brigar sempre na parte alta da tabela ao invés de sermos campeões por um ano e brigar contra o rebaixamento no outro. E que fique claro: ninguém está falando que deveríamos jogar, por exemplo, uma final de libertadores em um local unicamente por conta de uma renda alta. Há de se procurar EQUILÍBRIO entre os aspectos financeiro e esportivo. E convenhamos, trata-se da estréia da grande contratação do ano, em um momento que o time está brigando no topo da tabela e ainda em uma rodada intermediária do torneio. Juntando tudo isso ao fato notório de não termos o Maracanã a disposição me parece sim correta a escolha de jogarmos justamente esse jogo em Brasília e seu enorme e ocioso estádio. É muito diferente por exemplo do Santos, que vendeu o mando de campo e deixou de jogar na Vila Belmiro para jogar em Cuiabá. O jogo será em Brasília, não no Rio Grande do Sul ora bolas!!!

“Mas o retrospecto em Brasília é péssimo”. Em primeiro lugar retrospecto não ganha jogo. Em segundo lugar o Vasco. Em terceiro lugar é injusto atrelar de alguma forma à cidade e à torcida local resultados ruins em anos anteriores por times do Flamengo bem aquém da qualidade que esperamos e que, com o futebol apresentado nas ociasiões,  não conseguiriam o resultado positivo nem jogando na Lua. E se for pra falar de retrospecto ao menos que falemos do campeonato Brasileiro de 2016 e lembrem-se: Contra o Palmeiras nosso time estava longe de ser o time atual, em especial na zaga, aonde contávamos com o promissor ( e ainda inexperiente ) zagueiro Leo Duarte e nosso zagueiro-goleiro César Martins. E contra o São Paulo fizemos uma boa partida. O resultado positivo não veio por conta unicamente do infortúnio do pênalti perdido no último lance da partida. Já contra o “poderoso” Atlético Mineiro a impressão que eu tinha ao entrar em fóruns e discussões de flamenguistas era que enfrentaríamos o Barcelona das Américas. E no fim das contas ganhamos de forma segura, controlando grande parte da partida, como tem acontecido em diversas ocasiões.

E digo mais: fora da cidade do RJ, em se falando de jogar com mando de campo, em nada seria mais fácil para o Flamengo vencer o Grêmio em Cariacica ou mais provável perder jogando em Brasília. Não há de se falar em perda no lado esportivo nesse caso. Até por que o campeonato não estará de forma alguma perdido em caso de derrota e estará longe de estar ganho em caso de vitória. No mais, “quem morre de véspera é Peru de natal”.

“Mas a viagem para Brasília é desgastante”. A impressão que me dá quando ouço isso é que nossos intrépidos jogadores viajam nos famosos “paus de arara” e dormem em pocilgas de beira de estrada…

“Mas a torcida de Brasília…”. Além de pedir aos leitores um cuidado especial com impressões que são adquiridas através da transmissões de jogos pela TV, sinceramente a maioria das críticas a torcida do Flamengo em Brasília ou em qualquer outro lugar são, via de regra, injustas, casuísticas e algumas vezes até mesmo covardes na minha opinião. E são especialmente lamentáveis quando partem de dentro da própria torcida. Quando isso vem de certos setores da mídia eu não me surpreendo e me incomodo pouco. Agora, acho extremamente prejudicial quando vem do interior da Nação Rubro Negra. É totalmente contraproducente ao patrimônio que nossa Nação constutui. Apenas alimenta a falsa alcunha de simpatizantes que alguns “antis” cismam em infligir à nossa torcida espalhada por todo o Brasil. E no mais, em relação ao comportamento da torcida local nos últimos jogos, até mesmo as críticas que são de alguma forma pertinentes estão perdendo a razão de ser.

A diretoria acerta sim em levar o jogo para Brasília diante das circunstâncias acima elencadas. E ao invés de cair numa pilha muito ruim de críticas nada construtivas, devemos agora é apoiar, preparar o coração e torcer, seja no estádio ou seja no sofá de casa. É partir pra cima do Grêmio em busca de mais 3 pontos!

Não concorda? Pensa diferente sobre o assunto? Talvez sua opinião esteja mais alinhada a coluna do Marcão Beton, que pode ser acessada aqui.

Opine, elogie, critique…Participe!! E se você ainda não é Sócio Torcedor…faça o seu imediatamente!!! O seu maior benefício é ver um Flamengo cada vez mais forte!!!

Nota -5: Renaud Lavillenie. Críticas a maneira como a torcida brasileira interage com o evento, tomando partido, aplaudindo e apupando a quem lhe convier já são dignas de repulsa. Afinal, a nossa cultura e a nossa maneira de torcer já eram de conhecimento público quando da escolha da sede para essas olimpíadas. Mas se comparar com Jesse Owens na olimpíada de 1936, um homem negro que ganhou 2 medalhas de ouro em frente a um público hostil por motivos muito diferentes dos esportivos e em frente ao próprio Hitler… Isso foi abaixo de crítica. Sem falar que alguém que sequer cumprimenta o adversário vencedor deveria pensar bem antes de falar em espirito olímpico. E mais: “Não aceito que me vaiem em um salto olímpico.” Então tire as calças e pise em cima. E chore mais alto por que aqui do alto do pódio não está dando para ouvir direito…

Nota 0: O jogo contra o Sport foi um jogo para esquecer. Ou melhor… é para lembrar e nunca mais repetir!

Nota 10: Estreia de Diego. A espera acaba agora! Que o Diego possa estrear com o pé direito e começar uma jornada gloriosa pelo Mengão!

Seção Gato Mestre: Ganharemos o jogo contra o Grêmio, mas continuaremos fora do G4 essa rodada, com um empate triplo de pontos na 3ª posição.

Saudações Rubro Negras!!!

Luiz Henrique Amorim

contato@colunadoflamengo.com

Fonte: http://colunadoflamengo.com/2016/08/flamengo-x-gremio-em-brasilia-sim-senhor/

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.