| Futebol

Flamenguista é assim mesmo!!!

Luxemburguês.

Desde os primórdios de nossa militância rubro-negra que escutamos do arco íris esta frase, "flamenguista é assim mesmo", e achamos que temos que continuar a ser. A história nos aponta para isso, sermos assim mesmo, saímos do  inferno para o céu e vasco versa, com uma velocidade extraordinária. Já tem rubro-negro falando em Libertadores e até em título. Bastaram quatro vitórias para voltarmos a sonhar, mesmo com a Mídia desancando os nossos jogos e as nossas atuações.

Em 2005 estávamos enterrados, literalmente rebaixados, éramos mais do que certos na segunda divisão. Faltavam dez jogos, tínhamos que ganhar seis ou sete segundo os matemáticos de plantão. Pois bem, chegou o folclórico Joel Santana, na ocasião ainda não falava inglês... Ao final ganhamos seis jogos, empatamos quatro e fugimos da degola.

Já em 2007, ainda no início do campeonato já nos davam como mortos, aquele time rubro-negro estava fadado a finalmente fazer uma visita a Serie B, mais uma vez com o Joel reagimos espetacularmente e para espanto dos céticos, chegamos a nos classificar para a Libertadores.

Quem diria que depois de uma sonora goleada para o Coritiba por 5 x 0 e depois para o Avaí por 3 x 0 chegaríamos ao título Brasileiro de 2009, depois do treinador Cuca ser boicotado por parte do elenco, com o inexperiente Andrade assumindo a equipe. Que o Petkovic seria o cara depois de fracassar no Santos, Goiás e Atlético Mineiro aos 37 anos, e que o Imperador Adriano viria da Itália com seus infindáveis problemas existenciais nos brindar com gols decisivos, os incrédulos não acreditavam, mas ganhamos mais um brasileirão.

No ano passado a Copa do Brasil era quase impossível, talvez a mais difícil da história, em nosso caminho estavam o papão Cruzeiro considerado o melhor time do país, o Botafogo de Seedorf com campanha excelente e virtual classificado para a Libertadores, a sensação Goiás, com ares de favoritismo perante a nós, também o "furacão" Atlético Paranaense com campanha exemplar no brasileirão. Depois do treinador Mano sair intempestivamente e dizer que os mortais jogadores não entendiam suas magnânimas instruções, assume o modesto Jayme de Almeida em meio a turbulência. Ao final quem deu a volta olímpica foi mesmo o "fuderosão" da Gávea.

Este ano já estávamos novamente na "rua da amargura", o pior time do planeta, "pule de dez" para cairmos para segundona, a CONFUSÃO era geral e irreversível. O treinador Luxa assume o que restou do desastre Ney Franco, desacreditado também depois de seus últimos trabalhos. O time começa a reagir, já não somos "lanternas", já estamos fora da "zona", o futuro somente no decorrer das rodadas saberemos.  

Será que vamos dar vôos mais altos??? Fica a pergunta... O arco-íris já era pra se acostumar...

FLAMENGUISTA É ASSIM MESMO!!!

 

Obs 1: Desde  que voltou a assumir o comando do time do Flamengo, o treinador Luxa ainda não mencionou a palavra projeto ou “pojeto” como  costuma falar devido a língua presa.

Obs 2: O Luxa vai agregando ao vocabulário "futebolês" ou seria "Luxemburguês"? A palavra CONFUSÃO (estar na zona de rebaixamento) já pegou, está na boca do torcedor...

 

Fla x Criciúma: Mais um jogo, mais uma decisão, temos que colocar a garra, a vontade a frente dos nossos atributos técnicos. Não estamos na CONFUSÃO, porém não podemos relaxar. Hoje nos encontramos na décima terceira colocação, com mais três pontos certamente vamos crescer mais na tabela de classificação, todavia um empate não seria um resultado ruim. Não existe facilidades neste campeonato, o Criciúma ganhou dos Flores e empatou com favorito e líder Cruzeiro. Lá no alçapão deles, será sempre um jogo intrincado...

 

Historinha Rubro-Negra

Que torcida é essa!! De que galáxia surgiu??? Existem coisas inexplicáveis, uma dessas coisas, é justamente a Nação Rubro-Negra. Muitos criticam as chamadas Torcidas Organizadas, com o decorrer do tempo e com a degradação social, estes contingentes também sofreram mutações degenerativas, somente uma analise sociológica profunda para explicar. Mas também não devemos generalizar, existem ainda torcedores de verdade no meio delas.
Nosso Flamengo foi mais uma vez o pioneiro entre as Torcidas Organizadas.
Em 1942, Jaime de Carvalho fundou a primeira Torcida Organizada do planeta, homem simples e de grande desportividade, teve a idéia de levar para os estádios uma bandinha para animar nossos atletas, logo o compositor e locutor rubro-negro Ary Barroso a batizou de CHARANGA, os músicos eram amadores e muito desafinados, o exigente Ary não conversou "parece mais uma CHARANGA".
Jaime levava também para os jogos, uma enorme girafa para simbolizar a grandeza do Flamengo e cunhou a frase que também ficaria na história AVANTE FLAMENGO.
A estréia da Charanga se deu em 11 de outubro de 1942, no estádio das Laranjeiras, num Fla x Flu que terminou 1 x 1.
Em 1945 num jogo na Gávea, o Vasco vencia o Flamengo por 2 x 0, a Charanga aumentou o barulho e o rubro-negro reagiu empatando a partida. Aí começou uma briga, com tijoladas e cadeiradas, os vascaínos inconformados com a nossa reação e o incentivo da torcida, começaram a briga, o árbrito foi forçado a suspender a partida, a qual foi concluída dias após no estádio do Florminense. Era assim a CHARANGA, sempre vibrante a enervar os adversários, porém, Jaime de Carvalho era respeitado por todas as torcidas, um símbolo.
Desde sempre nossa Nação soube fazer a diferença, adversários sucumbem diante de seu poderio, na última quarta-feira contra o Atlético Mineiro, mais uma vez soube ser decisiva e fascinar até os adversários... QUE TORCIDA É ESSA!!!

SRN


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.