| Futebol

Focado no Flamengo, Nico congela sonho da NBA e só pensa no Orlando

Adaptado ao Rio de Janeiro, argentino garante que trata sua carreira com paciência<br>e vê o Rubro-Negro com chance de vitória: &quot;Precisamos entrar em quadra e jogar&quot;

Dos 24 anos completados em janeiro de 2014, Nicolas Laprovittola viveu apenas um deles no Brasil. Mas a enorme empatia do argentino com o Rio de Janeiro e, principalmente com seus companheiros, faz com que esse período pareça muito maior. Jogador mais valioso na disputa da Copa Intercontinental, contra o Maccabi Tel Aviv, de Israel, e um dos destaques da conquista do NBB 6, o armador rubro-negro sonha com a NBA. Mas a longo prazo, como ele próprio gosta de frisar.

Nicolas Laprovittola no treino do Flamengo em Orlando (Foto: Pedro Veríssimo)Nicolas Laprovittola observa orientações do técnico Neto no treino do Flamengo em Orlando (Foto: Pedro Veríssimo)


A paciência que o camisa 7 parece ter à espera da hora certa para dar um passo à frente na carreira, é a mesmo que ele acredita que o Flamengo precisará para vencer o Orlando Magic, nesta quarta-feira, às 20h (horário de Brasília), no Amway Center, na segunda partida do time carioca na pré-temporada da Liga Americana.  Quarta passada, o campeão da Liga das Américas perdeu para o Phoenix Suns, por 100 a 88, no Arizona.

saiba mais
  • Marcelinho e Neto curtem Dia das Crianças atrasado com Mickey Mouse
  • "Mickey Mouse" visita treino do Fla e pega jogadores de surpresa
  • “Monstro” do Fla, Meyinsse apresenta fantasias de olho no carnaval de 2015
  • “Gigantes” do Fla encarnam espírito infantil em parque temático nos EUA
  • Telões do Maracanã vão exibir duelo entre Flamengo e Orlando Magic
  • Diário Rubro-Negro: siga o Flamengo nos Estados Unidos

- Assistimos ao vídeo que a comissão técnica preparou e deu para perceber que o time dele não é um dos melhores da NBA. Acho que o Phoenix Suns tem um time mais forte. Temos chances de ganhar, mas precisamos entrar em quadra e jogar. Tivemos bons e maus momentos contra os Suns, mas entramos com o propósito de vencer – afirmou Nico.

A vitória pode ter escapado, mas o armador argentino deixou uma boa impressão para os adversários. Além de encarar de igual para igual caras como Goran Dragic, Eric Bledsoe e Isaiah Thomas, Laprovittola anotou um duplo-duplo de 13 pontos e 12 assistências e foi um dos principais jogadores do Flamengo na partida.

Se para muitos a atuação da última quarta já seria suficiente para credenciá-lo a jogar entre os melhores do mundo, para o camisa 7 da Gávea ainda é cedo e tudo tem a hora certa. No momento, Nico só pensa no Flamengo e na temporada que está apenas começando.

Nicolas Laprovittola no treino do Flamengo em Orlando (Foto: Pedro Veríssimo)Nico se prepara para arremessar durante o treinamento rubro-negro (Foto: Pedro Veríssimo)

- Jogar essas partidas contra times da NBA é uma oportunidade única para todos nós, do Danielzinho até o Marcelinho. Claro que meu sonho é jogar na NBA, e acho que fazendo as coisas bem feitas eu tenho tudo para conseguir. Mas tenho paciência, agora estou no Flamengo e só penso em fazer o melhor pelo clube. Minha cabeça tem que estar tranquila, eu jogo muito com ela e sou um cara que me cobro e me desafio demais. Jogar contra jogadores que fazem 18 a 20 pontos por noite, como Dragic, Thomas, Bledsoe é um desafio e tanto, e acho que deu para encará-los bem – disse Laprovittola.

Com um português bem melhor do que quando chegou, mas ainda vacilante, o discurso do armador argentino pode até soar arrogante ao “exigir” que o Flamengo volte ao Brasil jogando melhor após a experiência no melhor basquete do mundo. Embora só o tempo dirá se isso realmente vai acontecer ou não, o fato é que a aposta de Nico não é nenhum exagero levada em conta os números rubro-negros nas últimas duas temporadas.

- Está todo mundo animado com essas partidas na NBA, nosso time é unido e muito forte. Acho que o Herrmann encaixou muito bem no grupo, Jerome tem sido um monstro e o Caracter, apesar de não poder ficar para o restante da temporada, tem nos ajudado muito.  A verdade é que temos que voltar para o Brasil jogando melhor. Estamos na pré-temporada e temos que melhorar no dia a dia. O objetivo era fazer bons treinos, bons jogos e ir conhecer de perto o mundo da NBA e ver como tudo funciona aqui – explicou o armador, que atualmente  vê o Flamengo à frente de seus principais rivais.

Nicolas Laprovittola no treino do Flamengo em Orlando (Foto: Pedro Veríssimo)Laprovittola é seguido de perto pelo compatriota Hermann no aquecimento (Foto: Pedro Veríssimo)

- Acho que estamos um degrau acima dos outros times brasileiros, mas sabemos que Bauru e Mogi se reforçaram e são times muito fortes. Brasília é o rival do Flamengo de sempre e temos outras equipes fortes. Sabemos que a temporada não vai ser fácil.

Apesar da última temporada fantástica que teve com a camisa do Flamengo, o  ex-jogador do Lanús revelou que só teve propostas do Brasil e de seus país e que seu desejo sempre foi permanecer no Rio de Janeiro.

 Eu só tive propostas do Brasil e da Argentina, e preferi ficar no Flamengo, que é um time muito forte na América do Sul e que tinha muitos desafios pela frente.
Laprovittola

 - Creio que vamos estar muito bem preparados para a temporada. Eu só tive propostas do Brasil e da Argentina, e preferi ficar no Flamengo, que é um time muito forte na América do Sul e que tinha muitos desafios pela frente.  Primeiro contra o Maccabi e depois esses jogos na NBA. Queria ficar no Brasil desde o princípio das conversas – garantiu o argentino.

Se quando desembarcou no Rio de Janeiro o jogador admite que pouco conhecia sobre o NBB, atualmente o xodó da torcida do Flamengo está totalmente adaptado ao Rio de Janeiro e já se sente até um pouco carioca.

Fanático por açaí e louco por futebol, o torcedor do Boca Juniors na Argentina quer retribuir o carinho que recebeu quando chegou ao Brasil ajudando seu compatriota Walter Herrmann na Cidade Maravilhosa.

- Me sinto muito bem no Rio e adaptado ao Flamengo. Meu trabalho agora é fazer com que o Herrmann também possa se sentir em casa. Ele tem muita experiência, viveu em muitos lugares, mas minha obrigação é ajudar e fazer o melhor para que se sinta bem na cidade e se adapte o mais rapidamente possível ao sistema do time.

O time rubro-negro joga nesta quarta, contra o Orlando Magic, às 20h (de Brasília). O SporTV e o SporTV Play (para assinantes) transmitem ao vivo a partida, que também terá cobertura em Tempo Real no GloboEsporte.com.

Nicolas Laprovittola posa para foto com o Mickey no treino do Flamengo em Orlando (Foto: Pedro Veríssimo)Nicolas Laprovittola posa para foto com o Mickey no treino do Flamengo em Orlando (Foto: Pedro Veríssimo)



Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.