• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

“Foi atípica em todos os sentidos”: Rodrigo Caio avalia temporada 2020

Na noite da última quinta-feira (25), o Flamengo chegou ao seu oitavo título do Campeonato Brasileiro. Mesmo perdendo para o São Paulo por 2 a 1, o Rubro-Negro se manteve à frente do Internacional, que não superou o Corinthians e se manteve em segundo lugar na tabela de classificação. Bicampeão pelo Fla, Rodrigo Caio avaliou a temporada 2020.

Em entrevista ao GE, o zagueiro definiu a temporada como ‘atípica em todos os sentidos’, devido à pandemia da Covid-19. Para ele, especificamente, foi um ano bem diferente de 2019, quando o jogador se tornou campeão brasileiro e da América vestindo o Manto Sagrado. Isso porque, em 2020, o atleta conviveu com muitas lesões e teve que enfrentar longos períodos desfalcando a equipe.

Foi uma temporada atípica em todos os sentidos, por tudo o que vivemos na sociedade. Trazendo para dentro do futebol, temos a oportunidade de poder fazer o que amamos. Somos privilegiados, só temos que agradecer. Para mim, foi uma das mais difíceis, tive uns problemas que atrapalharam muito a mim e nossa parte defensiva. Eu dentro da campo poderia ajudar muito mais -, disse, antes de continuar:

Em alguns momentos importantes da Copa do Brasil e também do Brasileiro eu não pude estar. Para mim foi muito difícil. Mas fico feliz de, nessa fase final, ter conseguido ajudar em campo, mesmo não estando 100%. Foram três jogos importantíssimos para o nosso título. Ficará marcada para mim como uma temporada de superação. Mostra também o caráter dessa família Flamengo, que não desistiu em momento nenhum -, completou.

Agora, Rodrigo Caio, assim como os demais jogadores da equipe principal do Flamengo, recebeu 15 dias de folga. Apesar disso, a temporada 2021, que começa com o Campeonato Carioca, já tem data para iniciar: terça-feira (02), quando o Mais Querido enfrenta o Nova Iguaçu, a partir das 21h30 (horário de Brasília), no Maracanã. Para o começo do torneio, o Mengo mandará a campo uma mescla de jovens do sub-20 com atletas profissionais que foram pouco utilizados em 2020.

Publicado em colunadofla.com.