Fora de casa, Flamengo empata com Vitória na estreia do Brasileiro

Fora de casa, Flamengo empata com Vitória na estreia do Brasileiro

Foto: Staff Images / Flamengo

O Flamengo estreou no Campeonato Brasileiro de 2018 empatando com o Vitória, em Salvador, em um jogo que tinha tudo para ser uma grande partida de futebol, mas ficou marcada por uma arbitragem muito confusa, que prejudicou duplamente o Mais Querido no início do jogo. O placar final de 2x2 foi influenciado por um lance aos 10 minutos do primeiro tempo. Com o placar marcando 1x0 para o Mengão, o árbitro Wagner Reway, viu um pênalti inexistente para o Vitória e ainda expulsou Everton Ribeiro no lance. O time jogava muito bem e sofreu o impacto da ação, sendo prejudicado no restante da partida.

Em seu primeiro jogo oficial como técnico do Flamengo, Mauricio Barbieri escalou o time com Diego Alves, Rodinei, Réver, Juan e Renê. Cuélar, Lucas Paquetá e Diego. Vinicius Junior, Everton Ribeiro e Henrique Dourado. Os gols foram marcados por Lucas Paquetá e Réver, um em cada tempo, com Yago e Denílson empatando para os baianos. Agora são 61 jogos entre as equipes e este foi o 15º empate. 

O jogo

Rolou a bola. Gol do Flamengo. O Mais Querido começou a 200 km por hora. Com 18 segundos, Vinicius Junior achou Lucas Paquetá na entrada da área e o camisa 11 chutou sem chances para Caíque, botando o Rubro-Negro na frente. A Nação presente ao Barradão explodiu em alegria, mas não sabia o que estava por vir. 

Aos 10 minutos, um lance mudou a história do jogo. Ataque do Vitória, Rodrigo Andrade chutou para defesa de Diego Alves. A bola não saiu da área, ficando num bate-rebate confuso e, após chute de Denilson, a bola bateu claramente no rosto de Everton Ribeiro, mas a arbitragem marcou pênalti e ainda expulsou o camisa sete, dando duplo prejuízo ao Flamengo. Na cobrança, após muita reclamação, Yago empatou. 

Com um a menos, o Flamengo sentiu o golpe e precisou se recuperar na partida, levando tempo para voltar a trabalhar a bola. Barbieri mexeu, colocando Willian Arão no lugar de Henrique Dourado, para ajudar a marcação. O Mais Querido teve a chance de fazer o segundo aos 29, com Rever subindo mais que todo mundo e cabeceando forte, mas nas mãos de Caíque. Cinco minutos depois, Paquetá fez grande jogada na linha de fundo, mas a defesa afastou no último instante. E o primeiro tempo terminou empatado. 

Começou o segundo tempo e logo aos dois minutos o Flamengo teve uma nova chance. Vinicius Junior saiu em disparada desde o meio campo, mas na hora do chute a bola subiu demais e saiu, perdendo boa chance de fazer o segundo. 

Barbieri trocou de novo, colocando Geuvânio no lugar de Lucas Paquetá. O jogo seguia em ritmo morno, com as equipes criando pouco. Aos 21, Diego entrou na área e sofreu pênalti claro, mas Wagner Reway....

Cinco minutos depois, outro erro. Vinicius Junior sofreu falta violenta e o juiz apenas deu cartão amarelo para Yago. Mas na cobrança, Arão desviou de cabeça, Geuvânio ajeitou e Réver fez o segundo, comemorando muito e mostrando a raça que sempre foi sua marca. Mas aos 30, o Flamengo sofreu de novo o empate. Denílson subiu bem na área e marcou para o Vitória.

Logo após o gol, o Flamengo foi para cima e Vinicius Junior sofreu falta na entrada da área. Diego cobrou, mas a bola subiu demais e foi para fora. E ficou nisso, com um empate no final dos 90 minutos. 

E agora?

O Flamengo muda a chave para a terceira rodada da Conmebol Libertadores, na quarta-feira, contra o Santa Fé, no Maracanã, às 21h45. Pelo Campeonato Brasileiro, o time volta a campo sábado, também no Maracanã, às 19h, contra o América Mineiro.