| Futebol

Fora de mais da metade dos jogos, Elano passa por recuperação no Fla

Preparador físico Alexandre Lopes reconhece dificuldade e confia em nova fase do meia que, ao sofrer três lesões, esteve em campo em 14 das 34 partidas do time

Elano foi contratado para ser um dos protagonistas do Flamengo. No começo do ano, quando teve condições físicas, conseguiu contribuir com a equipe. Fez gol no quarto jogo pelo clube, na vitória sobre o Friburguense, no Carioca, e outros dois, de falta, decisivos: Emelec, na Libertadores, e no clássico contra o Vasco, novamente pelo estadual. A esperança em marcar positivamente a passagem, que lhe fez sonhar até em voltar à Seleção, porém, virou drama. Três lesões o mantiveram mais tempo fora do que dentro de campo: atuou em 14 das 34 partidas em 2014. Realidade que passa por recuperação no recesso do Brasileirão.

O período de treinamentos em Atibaia, no interior de São Paulo, a primeira etapa da preparação para a retomada das partidas, a começar contra o Atlético-PR, em 16 de julho, caiu como uma luva ao camisa 7. Fora do último compromisso rubro-negro antes da parada à Copa, a derrota contra o Cruzeiro, por ter dores nas costas, o atleta está totalmente recuperado. Participa das atividades. E é um dos que mais se destacam. Deixou para trás inclusive os dois problemas musculares que teve na coxa direita. E enche o preparador físico Alexandre Lopes de esperança:

Elano Treino Academia Flamengo (Foto: Hector Werlang)Elano reforça a musculatura durante o período de treinos em Atibaia (Foto: Hector Werlang)



- Quando chegamos ao Flamengo, em maio, Elano não participou da primeira semana de treinos por estar retornando. Depois, fez um tempo de um jogo. Pela sequência de partidas, não tinha condição de atuar sempre. O que vai ser dele a partir de 16 de julho? O que vamos realizar aqui. Nossa ideia é colocar ele e os demais atletas em condição de desempenhar o melhor. Esse período é suficiente para colocar todos em condição.

A última partida de Elano foi em 29 de maio, o empate com o Figueirense, o quarto jogo sob comando de Ney. Atuou apenas no primeiro tempo. Até então, havia entrado na derrota para o São Paulo e atuado no empate com Bahia. Ficou no banco contra Santos, com Ney alegando que o iria preparar para enfrentar o Figueira, o que aconteceu, e depois foi vetado diante do Cruzeiro.

Em uma das últimas entrevistas, Elano garantiu estar em boas condições físicas. Mesmo que, à época, a comissão técnica tivesse entendimento diferente.

- Claro que fico chateado por não jogar, não quero passar seis meses na reserva. Mas estou recuperado e pronto para jogar, sim. Ney fez uma opção, eu respeito. Vou trabalhar muito para estar no time – disse o jogador após a partida contra o Santos.

O Flamengo volta a treinar na manhã desta sexta-feira. O período de treinos em Atibaia se estende até a próxima segunda-feira.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.