• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

Fora o baile! Flamengo reencontra caminho das vitórias e dorme na liderança do Brasileirão

Por: Paula Mattos

Flamengo e Coritiba entraram em campo na noite deste sábado (21), em partida válida pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. O jogo foi disputado no Maracanã, às 19h (horário de Brasília), e o Mais Querido buscava três pontos para garantir a liderança provisória da competição e a primeira vitória e Rogério Ceni no comando do Mengo.

VEJA OS GOLS DA VITÓRIA DO FLAMENGO:

Com uma série de desfalques importantes, o Flamengo entrou em campo com Diego Alves, Isla, Léo Pereira, Thuler e Renê; Arão, Gerson e Arrascaeta; Everton Ribeiro, Vitinho e Bruno Henrique.

Avassaladora! Essa é a palavra para definir a atuação do Flamengo contra o Coritiba. Com amplo domínio da partida, o Mais Querido deu um verdadeiro baile no adversário e foi responsável por comandar todo o duelo. Com grande superioridade, o Rubro-Negro perdeu um caminhão de chances e, com elas, a oportunidade de melhorar o saldo de gols na competição. Todavia, reencontrou o caminho das vitórias, bateu o rival com facilidade e dormiu na liderança do Brasileirão. Fim de papo no Maracanã. Com gols de Bruno Henrique, Arrascata e Renê, o Flamengo venceu o Coritiba por 3×1.

O JOGO:

O jogo começou com o Flamengo ligado no 220v, buscando se recuperar da má fase. E logo aos dois minutos de confronto, GOL DO MENGO! Bruno Henrique disparou pela esquerda, comandou o contra-ataque e tocou para Arrascaeta. O uruguaio devolveu na medida e, no melhor estilo “faz e me abraça”, deu na cabeça do atacante, que abriu o placar. Mengo 1×0.

Sem pisar no freio, no lance seguinte, o Flamengo teve uma grande chance de ampliar o marcador. Vitinho apareceu na direita, driblou na área e tocou para Arrascaeta, que não alcançou a bola.

Apesar de toda a intensidade o Rubro-Negro, o Coritiba teve uma boa chance aos nove minutos. Isla errou um passe e, Osman, atacante adversário, entrou na área e chutou cruzado, mas foi atrapalhado por Willian Arão.

Nos primeiros 20 minutos de jogo, só dava Flamengo. A famosa pressão, característica do time campeão de tudo em 2019, parecia voltar a surgir. O Mais Querido, todo posicionado no campo de ataque, não deixa o Coritiba ter conhecimento da partida e ditava as ações do duelo. Aos 24, Bruno Henrique perdeu uma chance incrível! O atacante recebeu ótimo passe e saiu na cara do gol, mas tomou a decisão errada e perdeu no 1 contra 1.

Sem descanso, no lance seguinte, GOL DO FLAMENGO! Vitinho tabelou com Isla, que deu um presente para o uruguaio mais amado do Brasil. Arrascaeta, em noite mágica no meio campo, não teve dificuldade para definir a jogada e ampliou o marcador. Mengo 2×0.

O Coritiba, que assistia o Flamengo jogar, quase viu o Rubro-Negro marcar o terceiro gol aos 30 minutos. Everton Ribeiro comandou a jogada, trabalhou com Isla, que deixou Arrascaeta na cara do gol. O urugaio tocou para Bruno Henrique, que serviu a Everton Ribeiro. O capitão do Mengo chutou forte, mas parou na zaga adversária.

A 100km por hora, o time de Rogério Ceni perdia um caminhão de gols e muitas chances de matar o jogo ainda na primeira etapa. Com a intensidade máxima do Mais Querido, o Coritiba ia sendo triturado pelo Mengo e apenas assistia o Rubro-Negro jogar.

Aos 30 minutos, o Flamengo perdeu mais uma oportunidade de fazer o terceiro gol. Ribeiro comandou a jogada e deu para Isla, que deixou Arrasca na cara go gol. Giorgian tocou para Bruno Henrique, que serviu a Everton Ribeiro. O capitão do Mengão chutou forte rumo à meta de Wilson, mas parou na zaga adversária.

Cinco minutos depois, mais uma chance clara do Flamengo. Bruno Henrique inverteu para Isla, que tabelou com Arrascaeta. A bola sobrou para Vitinho, que perdeu. Na jogada seguinte, mais uma de BH, que acertou uma bomba na trave de Wilson.

Fim de papo na arrasadora etapa inicial do Flamengo, que desperdiçou muitas oportunidades de matar o jogo. Foram 12 finalizações do Rubro-Negro, sendo cinco chutes a gol e dois tentos.

Sem alterações para o segundo tempo, o Flamengo iniciou a etapa da mesma forma como encerrou a primeira: perdendo gols feitos. Com apenas um minuto de jogo, Bruno Henrique perdeu um gol feito e mostrou que o Rubro-Negro continuaria pressionando o Coritiba. Na jogada seguinte, mas um lance INACREDITÁVEL do camisa 27, que recebeu livre e chutou em cima do goleiro.

Depois de muito ver o Flamengo jogar, o Coritiba tentou responder e conseguiu chegar com perigo ao gol de Diego Alves após cobrança de escanteio.

Fora o baile! Com 20 finalizações em 65 minutos, o Mais Querido deu um nó no adversário, que nem com três zagueiros conseguiu parar os coringas do Flamengo.

No decorrer da segunda etapa, mais um caminhão de chances perdidas pelo Mengão, que dominava as ações do confronto e não deixava o rival respirar.

Com pressão do início ao fim do duelo, GOLAÇO (DE DIRETA) DO RENÊ! O lateral-esquerdo do Flamengo trabalhou a jogada com Vitinho, que devolveu. Renê limpou para dentro da área, abriu e bateu no cantinho de Wilson, tirando qualquer chance de defesa do goleiro rival. Mengo 3×0.

Aos 33 e 36 minutos, quatro substituições de Rogério Ceni. Saíram Gerson, Everton Ribeiro, Isla e Bruno Henrique, para as entradas de Diego Ribas, Lázaro, Matheuzinho e Michael.

Apesar das alterações do treinador, o Mengão continuou pressionando o adversário na tentativa de ampliar a vantagem. Aos 41, quinta e última mexida de Ceni. Saiu Vitinho para a entrada de Pedro Rocha. Nos acréscimos, Matheus Oliveira, ex-Flamengo, aproveitou a bobeada da defesa, diminuiu a vantagem do Rubro-negro e encerrou as conversas no Maracanã. Flamengo 3×1 Coritiba.

 

 

Publicado em colunadofla.com.