| Futebol

Frustrado, Wallace reprova postura do Fla: "Abdicamos de jogar"

Zagueiro não foge da responsabilidade após eliminação para o Atlético-MG: "Fazer 1 a 0 e deixar virar para 4 a 1 é lamentável. Não tem explicação"

Frustração com o resultado, paciência para aturar a provocação da torcida do Galo na porta do ônibus e, como de costume, sinceridade. Depois da derrota por 4 a 1 para o Atlético-MG (assista aos melhores momento no vídeo), no Mineirão, que acabou com o sonho do Flamengo de chegar a mais uma decisão da Copa do Brasil, a decepção estava na face de Wallace. Com uma proteção na coxa esquerda, o zagueiro puxou a fila de jogadores na saída do vestiário e fez valer a função de capitão encarando os microfones. No lugar de explicação para a goleada, não fugiu da responsabilidade e apontou os erros que levaram a equipe a sofrer quatro gols em 50 minutos.

 

Acuado, o Flamengo se deixou abater pelos gritos de "Eu acredito" dos atleticanos e pouco ameaçou. Nem mesmo os contra-ataques, tão determinantes para arrancada no Brasileirão, assustaram o Galo. Com exceção do gol de Everton, os cariocas pouco levaram perigo ao gol de Victor e sofreram uma avalanche mineira. Wallace reprovou a postura da equipe:  

- Sentimento de frustração. Nós não jogamos. Em nenhum momento da partida fomos superiores ao Atlético-MG. Se for olhar a posse de bola, acho que eles devem ter tido uns 75%. Não conseguimos jogar. Todo mérito é do Atlético-MG. Abdicamos de jogar e todo vez que tínhamos a bola, entregávamos.

Apesar de jogar praticamente todo o segundo tempo somente para se defender, o Flamengo deu espaços para que o Atlético-MG pressionasse e trocasse passes com certa facilidade. A morosidade apresentada deixou Wallace nitidamente incomodado: 

Carlos e Wallace se estranharam após jogada polêmica (Foto: Reprodução/TVGLOBO)Tempo fechado: o zagueiro do Fla se estranhou com o alvinegro Carlos (Foto: Reprodução/TVGLOBO)


- Acho que tudo foi mais da nossa postura. Se tivéssemos feito algo diferente, marcado mais forte, ter se concentrado mais, não tomaríamos os gols que tomamos e furaríamos a defesa do Atlético-MG. Agora é pensar no ano que vem. Fazer 1 a 0 e deixar virar para 4 a 1 é lamentável. Não tem explicação.

Para o capitão do Flamengo, o elenco deve assumir a responsabilidade pela virada avassaladora do Galo e admitir a noite ruim.

Wallace e Carlos Atlético-MG x Flamengo (Foto: Getty Images)Wallace é sempre sinônimo de garra no Flamengo (Foto: Getty Images)

- Caiu a ficha. Você faz 1 a 0 e toma quatro gols em 45 minutos? É delicado, né? Que sirva de lição e maturação para todos. Temos que ter consciência da nossa responsabilidade. Faltou um algo mais. Se tivéssemos feito as coisas diferentes, não sairíamos com o resultado adverso.

Mesmo diante dos elogios ao poder de reação do Atlético-MG, Wallace a todo instante dividiu a culpa com os vacilos do Flamengo. O zagueiro lembrou ainda que o Rubro-Negro não foi capaz nem mesmo de usar os espaços para contragolpe.

- Foi mérito do Atlético-MG e demérito nosso. Demos espaço, não encurtamos muito, não marcamos como é de costume. O Atlético-MG joga no 4-1-4-1, não tem posição fixa e é difícil marcar. Eles se expuseram o tempo todo e não conseguimos achar essa linha para puxar o contra-ataque e matar o jogo.

Eliminado na Copa do Brasil, o Flamengo volta para o Rio de Janeiro na tarde de quinta-feira e já viaja para Recife na sexta. O próximo compromisso da equipe acontece no domingo, contra o Sport, pela 33ª rodada do Brasileirão.
.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.