Funcionário do Flamengo preso em operação contra repasse de ingressos é solto após duas transferências

Funcionário do Flamengo preso em operação contra repasse de ingressos é solto após duas transferências

O funcionário da arrecadação do Flamengo, Claudio Tavares, foi solto na manhã desta sexta-feira pela polícia civil.

Ele havia sido detido na segunda na Operação Limpidus, que investiga repasse de ingressos a organizadas nos clubes.

Na última quinta-feira o funcionário, que havia sido transferido para São Gonçalo, foi novamente levado para Benfica.

Familiares de Claudio Tavares perambularam entre as cadeias acampados. O advogado do Flamengo Michel Assef Filho havia conseguido o alvará de soltura na quarta-feira.

O clube segue sem se manifestar sobre a prisão do funcionário.