| Futebol

FUTEBOL CARIOCA

UMA HORA A CONTA CHEGA

         É mais que verdadeiro a premissa que diz que para se ter um futebol forte é preciso ter Clubes fortes.

            Porém, hoje o futebol carioca e porque não dizer o futebol brasileiro, está vivendo um período de reorganização, de reestruturação financeira.

Vou procurar me ater ao futebol do Rio de Janeiro, o Vasco da Gama caiu para a segunda divisão em 2008 e caiu novamente em 2013, ou seja, dois descensos em apenas seis anos.

O Botafogo não foi muito diferente, caiu pela primeira vez em 2002 e esse ano novamente teve a certeza com uma rodada de antecedência para o campeonato acabar que irá jogar novamente a série B, podendo inclusive ser o último colocado deste brasileirão dependendo do resultado do seu jogo e do jogo do Criciúma.

Já o Fluminense talvez seja o pior caso dentre os quatro Clubes, pois caiu várias vezes, inclusive de divisões. Contudo, devido a várias manobras jogou poucas vezes esses rebaixamentos. Caiu em 1996, mas devido um artifício da CBF foi salvo, o que não evitou a sua queda novamente em 1997, assim jogou a série B em 1998 e ainda caiu para a série C naquele ano, onde jogou em 1999. Em 2000 foi reconduzido para a elite do futebol nacional, pulando direto da série C, onde se sagrou campeão, para a série A, novamente através de outra jogadas políticas. Ano passado caiu novamente para a série B juntamente com o Vasco e mais uma vez foi salvo no tapetão, onde até o momento estão sendo apurados pelo Ministério Público os verdadeiros motivos que fizeram a Portuguesa de Desportos assumir o seu lugar na divisão inferior, contudo já é claro que tudo acabará em pizza nesta investigação, pois já foi dito que nenhum Clube sofrerá sanções.

O Flamengo é o único carioca que nunca sofreu com essas quedas, porém já namorou com esses descensos inúmeras vezes, escapando algumas vezes só Deus sabe como.

Ou seja, está provado que as administrações dos Clubes cariocas estão sendo feitas de forma amadora e irresponsável, sem se preocupar com o dia de amanhã e que uma hora isso terá consequências sérias e que essa conta uma hora será cobrada.

Sem falar que a Federação Carioca, que teoricamente deveria ser um órgão para representar esses Clubes e defendê-los em instâncias superiores, muitas vezes parece ser um grande inimigo, senão o maior deles.

Hoje o único time que acordou para esse problema sério foi o Flamengo, que com a entrada dos Blues procurou se organizar financeiramente, equacionando suas dívidas, se tornando um Clube cidadão. Onde teve que abdicar de times fortes para saldar estes pagamentos em dia. Foi premiado esse ano como o Clube mais transparente do certame nacional  em 2014.

O Vasco, na minha ótica, deu dois passos atrás trazendo de volta o Sr. Eurico Miranda, pois suas práticas foi o que levou o time da Colina as suas quedas de divisão.

O Botafogo depois de ter caído esse ano e ter passado por uma asfixia financeira sem precedentes elegeu seu novo Presidente e o mesmo anunciou ontem que a dívida deles passa dos setecentos e cinquenta milhões, podendo inclusive chegar na casa do um bilhão, o que é extremamente preocupante, devido o tamanho da sua torcida ser num número reduzido, o que dificulta patrocínios elevados e receitas de arquibancada mais pomposas.

O Fluminense parece ser a bola da vez para a derrocada e será o próximo time a enfrentar sérias dificuldades, pois o seu patrocinador da qual depende totalmente para manter os principais jogadores, já anunciou que se continuar no próximo ano, irá reduzir drasticamente os investimentos que hoje giram na casa de oitenta milhões para trinta milhões ao ano.  

Sendo assim amigos, fica mais que provado que se as gestões de Vasco, Botafogo e Fluminense não tentarem copiar o que o Flamengo fez, dificilmente o futebol carioca voltará a ter os quatro grandes na elite do futebol nacional, o que é uma grande pena.

Saudações Rubro-Negras!

Mengão Sempre!


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.