| Futebol

Futebol transfere responsabilidade para jurídico do Fla no caso Hernane

Felipe Ximenes admite ter liberado jogador para viajar à Arábia Saudita, mas se exime de culpa em polêmica sobre falta de pagamento do Al Nassr

Chegada Hernane Al Nassr (Foto: Divulgação)Chegada Hernane Al Nassr (Foto: Divulgação)

O departamento de futebol do Flamengo não assume a responsabilidade pela polêmica envolvendo o não pagamento do Al Nassr pela compra de Hernane . Com a exigência da Fifa de que o Rubro-Negro envie para o clube saudita o atestado liberatório mesmo que não tenha recebido a primeira parcela na data combinada, o diretor executivo Felipe Ximenes se pronunciou sobre o caso e passou a bola para o departamento jurídico. Por outro lado, admitiu que foi ele quem autorizou a viagem do Brocador para o Oriente Médio.

- Na verdade, essa é uma situação jurídica e está sendo conduzida pelo departamento jurídico do Flamengo. Não cabe a nós do futebol nos posicionar nesta situação. Até porque, implica duas instituições. O que coube ao departamento de futebol foi a liberação do atleta para realizar exames médicos. A partir daí, isso tudo está a cargo do departamento jurídico. Esperamos que tenha a melhor solução possível, mas a partir do momento que o Hernane foi liberado para fazer exames não cabe mais a nós dar uma posição - disse em entrevista à Rádio Bradesco Esportes FM.

O que coube ao departamento de futebol foi a liberação do atleta para realizar exames médicos. A partir daí, isso tudo está a cargo do departamento jurídico
Felipe Ximenes, diretor de futebol do Fla

O atacante seguiu para realizar exames médicos no início de agosto e assinou contrato no dia 17 - a partir desta data, o Al Nassr deveria depositar os R$ 6 milhões referentes a primeira parcela dos R$ 7 milhões que o Flamengo tem direito. Diante do imbróglio, os cariocas contrataram o advogado Marcos Motta para tratar do assunto e são grandes as possibilidades de ter que cobrar a quantia na Fifa.

Questionado sobre a chance de Hernane voltar ao Flamengo por conta da dívida, Ximenes voltou a evitar um posicionamento contundente e repassou a bola para os advogados do clube mais uma vez.

- Não é uma matéria que eu domine. É uma questão jurídica. Só acho que o que se combina precisa ser combinado. Sou dessa teoria e espero que na prática aconteça nesta operação.

Enquanto Ximenes cita repetidamente o departamento jurídico do Flamengo, outro advogado foi responsável por participar da negociação de Hernane com o Al Nassr. Representantes da Traffic intermediaram a transação em conversas que contaram com a participação do próprio Felipe Ximenes e de Fernando Gonçalves, ex-diretor da empresa de marketing esportivo no Rio e contratado para desempenhar serviços de coaching no clube - trabalhos voltados para psicologia e motivação.

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.