Garotada do Flamengo vence o Volta Redonda na estreia no Carioca

Garotada do Flamengo vence o Volta Redonda na estreia no Carioca

O elenco principal do Flamengo pôde tirar uma folga tranquila ontem. Com um time repleto de garotos da base como forma se preparar para um ano que pode ter 84 jogos, o rubro-negro fez uma estreia tranquila no retorno de Paulo César Carpegiani. No Raulino de Oliveira, a garotada não cometeu os mesmos vacilos que Botafogo e Fluminense e saiu com a vitória de 2 a 0, gols do atacante Lucas Silva, de 19 anos, e do meia Pepê, de 20 anos. Com o resultado, o time saiu na frente no Grupo B, em que tem o Vasco como principal concorrente.

— Ser jogador de futebol não é fácil. Hoje lembro de toda a minha trajetória. Ainda não cheguei a lugar nenhum. É o primeiro de muitos — disse Lucas Silva depois de marcar seu primeiro gol como profissional.

Se alguém esperava um primeiro tempo nervoso, o rubro-negro surpreendeu. O jovem time cometia eventuais erros por precipitação, mas, em geral, era mais perigoso do que o adversário. No meio-campo, Jonas, de 26 anos, era o veterano, uma espécie de ponto de equilíbrio dos garotos.

Seja por jogar em casa ou por ter um time mais experiente, o Volta Redonda lançava-se ao ataque, algo que nem sempre acontece em partidas do Carioca. E foi essa a chave da vitória rubro-negra. Mais veloz e habilidoso, o time de Carpegiani aproveitou. Aos 34, em um lance rápido após escanteio do time da casa, Lucas Silva carregou a bola até demais no contra-ataque. Ele foi abusado ao chutar mesmo com companheiros desmarcados, mas a ousadia fez a rede balançar.

Antes do fim do primeiro tempo também deu tempo para o Volta Redonda assustar. Na cara do gol, Dija Baiano chutou para grande defesa de Gabriel Batista aos 44m.

Após a volta para o segundo tempo, o Flamengo demorou pouco para ampliar. Aos 5 minutos, Wendel tocou para Pepê pela direita. Ainda fora da área, ele perdeu o tempo da bola e teve que aguardá-la. Quando chegou, acertou um bonito chute de fora da área. A bola foi rente ao travessão e entrou enganando o goleiro Douglas Borges.

LOVE E WALACE

O clima é de expectativa e cautela na tentativa de liberação por empréstimo de Vágner Love e Walace. O atacante tem dois meses de salários atrasados no Alanyaspor, da Turquia, Na Alemanha, o diretor do Hamburgo, Jens Todt, afirmou ontem que não haverá acordo de liberação. O rubro-negro mantém a paciência e ganhar tempo para que Walace consiga vencer a resistência alemã, já que sabe que não faz parte dos planos atualmente.