GE: “Flamengo x Vasco: a final do Carioca sub-20 em detalhes”

GE: “Flamengo x Vasco: a final do Carioca sub-20 em detalhes”

Flamengo e Vasco iniciam neste sábado, às 10h, em Moça Bonita, a disputa pelo título carioca sub-20. O GloboEsporte.com transmite o jogo em tempo real. Confira, em detalhes. o que haverá na partida.

Sem vantagem

No início da partida, ninguém é de ninguém. Em caso de empate nos dois jogos ou duas vitórias por diferença igual, sendo uma para cada lado, a disputa vai para os pênaltis. Assim como foi no ano passado, em que o Vasco levou a melhor.

Portões fechados

O primeiro jogo será com portões fechados em Moça Bonita, por precaução. Os recentes incidentes nos duelos entre Vasco e Fluminense alertaram para possíveis problemas de segurança em decisões na base. O jogo de volta, de portões abertos, será a preliminar do duelo de profissionais, no Maracanã, no próximo sábado.

A campanha do Flamengo

O Flamengo foi o quarto melhor time no geral, com 29 pontos ganhos. Venceu a Taça Guanabara (com direito a uma goleada por 8 a 0 sobre o América na semifinal), não chegou sequer à semifinal da Taça Rio e eliminou o Botafogo na semifinal geral aproveitando a vantagem do empate (1 a 1 na Gávea). No total, nas fases classificatórias, o Rubro-Negro disputou 15 jogos, venceu oito, empatou cinco e perdeu dois. Fez 19 gols e sofreu 10.

A campanha do Vasco

O Vasco somou apenas um ponto a mais do que o Flamengo (30), mas não ganhou nenhum turno. Foi semifinalista da Taça Guanabara (empatou com o Botafogo por 1 a 1) e finalista da Taça Rio (perdeu por 5 a 3 para o Fluminense na decisão). Mas derrotou o mesmo Flu por 3 a 1 no jogo único da semifinal. No total, na fase de classificação, o Vasco fez 15 jogos, venceu nove, empatou três e perdeu três. Marcou 29 gols e sofreu 15.

Ataque x defesa

O ataque vascaíno mostrou muita eficiência no torneio. Ao todo, marcou 41 gols (29 na fase de classificação, mais 12 na fase final). Mas sofreu 25. O Flamengo foi à rede em 29 oportunidades, mas sofreu apenas 11 gols.

Diferenças entre as equipes

O Flamengo tem em Vitor Gabriel, centroavante, uma referência forte no ataque que segurou a bola e ganhou várias disputas contra a zaga do Botafogo em bolas longas vindas da defesa. No Vasco, o centroavante é Moresche, que tem um pouco mais de mobilidade. Essa diferença de característica talvez determine como será a construção de jogadas das duas equipes. O Rubro-Negro com alguém que segura mais a bola e é eficiente no jogo aéreo, e o Cruz-Maltino com um jogo de mais tabelas e aproximação.

O destaque do Flamengo

Hugo Moura. Capitão do time, manteve uma regularidade em toda a competição como volante ou zagueiro (foi muito bem na semifinal contra o Botafogo improvisado), em algumas eventualidades. Mostrou muita concentração e solidez em campo e certamente será importante caso o Flamengo conquiste o título.

O destaque do Vasco

Lucas Santos. Segue sendo, na opinião do blog, o melhor jogador da competição. É muito rápido, evoluiu na finalização e articula várias investidas de ataque do Cruz-Maltino ao lado de Dudu e Marrony.

Os artilheiros

No Flamengo, Lucas Silva marcou seis gols, mas está fora da final. No Vasco, Lucas Santos é o principal goleador, com sete. Ele ainda pode chegar à artilharia do campeonato, dividida por três jogadores: Carreira, do Bangu, Marquinhos, do Boavista, e Lucas Barcelos, do Fluminense.

Os comandantes

No Flamengo, Márcio Torres assumiu o time na reta final, pois Maurício Souza está, no momento, como auxiliar-técnico de Maurício Barbieri nos profissionais. É a segunda final consecutiva de Marcinho, como ele é conhecido no clube, como interino. No ano passado, ele assumiu no lugar de Gilmar Popoca às vésperas da decisão. No Vasco, o técnico é Marcos Valadares, que assumiu no lugar de Marcus Alexandre no início da Taça Rio e tem pouco mais de dois meses no cargo.

Na decisão passada do Carioca, o Vasco ficou com o título. Venceu o primeiro jogo por 2 a 1, perdeu o segundo por 1 a 0 e levou a melhor nos pênaltis. Evander, hoje nos profissionais, fez a cobrança decisiva.

Quem não está mais nos times em relação ao ano passado?

No Flamengo, subiram definitivamente Lincoln, que fez uma partidaça na final, e Jean Lucas. No Vasco, subiram Ricardo Graça, Bruno Cosendey, Andrey, Evander, Paulo Vitor e Caio Monteiro, além de Alan Cardoso, lateral-esquerdo que foi emprestado ao ABC. Paulinho, assim como Vinícius Júnior, não jogou a decisão.

Desfalques

Flamengo: Lucas Silva operou o tornozelo e só volta daqui a quatro meses. Vinícius Souza e Patrick também estão fora do primeiro jogo.

Vasco: Hugo Borges, centroavante, está suspenso.

Prováveis escalações

Flamengo: Gabriel, Wesley, Bernardo, Matheus Dantas e Pablo; Hugo Moura (Gabriel Kazu), Klebinho, Pepê e Luiz Henrique; Bill e Vitor Gabriel. Técnico: Márcio Torres

Reprodução: Pedro Venancio/Globo Esporte