| Futebol

Goleiro do Fla no Puskas de Neymar, Felipe relembra golaço: "Fantástico"

Arqueiro defendia a meta do Rubo-Negro na partida contra o Santos, pelo Brasileiro. Eleito o mais bonito de 2011, golaço completa cinco anos nesta quarta-feira, 27

flameng - Goleiro do Fla no Puskas de Neymar, Felipe relembra golaço: "Fantástico"

Santos e Flamengo entraram em campo para mais um jogo do Campeonato Brasileiro, na Vila Belmiro, em 27 de julho de 2011. Script de um jogo de uma partida normal. Mas, lances desse confronto ainda pode ser lembrado por santistas e flamenguistas até hoje. 

Aquele 5 a 4 teve uma virada inesperada do Rubro-Negro, com atuação brilhante de Ronaldinho Gaúcho, e muito pelo golaço de Neymar, que recebeu o Prêmio Puskas, que é dado pela Fifa ao autor do gol mais bonito do ano. Goleiro do Fla na partida, Felipe, que hoje defende o Bragantino, relembra o gol e dificilmente a defesa teria como frear o atacante.

– Goleiro não gosta de lembrar de gols que sofreu, mas pelo menos eu também entrei pra história né?! (Risos). Jamais iria imaginar que o Neymar ganharia o prêmio Puskas, apesar de entender que tinha sido um gol fantástico realmente. Sobre o lance, lembro que ele veio rápido em direção ao gol, mas achava que alguém iria pará-lo. De repente ele já estava cara a cara – afirmou.

+ Relembre como foi Santos 4x5 Flamengo

O lance aconteceu aos 26 do primeiro tempo. Neymar arrancou pelo meio, tabelou com Borges. Fez uma finta em Welinton e Angelim para ficar de cara com Felipe. Com frieza, o camisa 11 só deu um tapa por cima. O Santos fazia 3 a 0 e praticamente liquidava a partida.

– Não tem nada o que poderíamos fazer. Foi um lance de pura felicidade que só jogadores do talento dele conseguem fazer. Aí não tem quem pare o cara. É claro que foi um golaço, mas na hora não imaginávamos a repercussão que tomou – complementou.

Na partida, teve um lance que Felipe participou que o Flamengo evitou uma goleada ainda maior e começou a reação. Neymar sofreu pênalti e Elano, que vinha em fase ruim, quando havia desperdiçado pênalti pela seleção brasileira na disputa contra o Paraguai, arriscou uma cavadinha, mas o goleiro ficou no meio do gol, fez a defesa e saiu fazendo embaixadinhas.

- Não teve nada de desrespeito. Quando o jogador bate de cavadinha e acerta, todos falam do talento do cara. Quando o goleiro acerta a paradinha e defende, aí querem desdenhar? (Risos). Ali foi mais uma maneira de dizer que estávamos vivos na partida. O jogo estava 3 a 2 pra eles, mas a gente acreditava que poderia chegar. Tanto que no lance seguinte empatamos. (...) Foi disparado o jogo mais eletrizante. Passei por outros mais tensos, outros mais emocionantes etc, mas o mais maluco e eletrizante foi esse – conta.

* Felipe Kyoshty colaborou

Fonte: http://globoesporte.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/futebol/noticia/2016/07/goleiro-do-fla-no-puskas-de-neymar-felipe-relembra-golaco-fantastico.html

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.