| Futebol

Goleiro do Flamengo, Alex Muralha quer vaga na Copa da Rússia, com escala na Libertadores de 2017

Time rubro-negro ainda luta para ser vice-campeão, e jogo contra o Santos neste domingo é decisivo

flameng - Goleiro do Flamengo, Alex Muralha quer vaga na Copa da Rússia, com escala na Libertadores de 2017

Após três empates, o Flamengo volta ao Maracanã hoje, às 17h, contra o Santos. Mesmo sem chances de título, o jogo vale muito. É um passo importante para tentar alcançar os R$ 10,7 milhões de premiação da CBF pela vice-liderança e poder garantir, em caso de vitória, uma vaga direta na fase de grupos da Libertadores. Para Alex Muralha, é uma demonstração de que leva a sério todas as partidas. Jogador que só aos 26 anos estreou na Série A, com o Figueirense, o goleiro já pensa em participar da Copa do Mundo da Rússia, em 2018.

TABELA: Jogos e classificação da Série A

— Só de fazer parte do grupo da Copa do Mundo já é um sonho. Vou trabalhar muito para isso. Como o Tite fala, é merecimento — disse o jogador em conversa com o GLOBO, relembrando sua primeira convocação. — Fiquei sabendo por alguns amigos, enquanto estava dirigindo, e achava que era sacanagem, mas começaram a aparecer mensagens no celular.

Mineiro de Três Corações, cidade onde nasceu Pelé, o goleiro, que havia rodado o futebol do interior paranaense e paulista, com uma breve passagem pelo Japão, viu o brilho no Figueirense e no Flamengo abrir as portas para a seleção.

“Mas, e agora, como funciona esse negócio?”. Recorreu a companheiros que já haviam sido convocados para saber que não era necessário levar muita coisa, só alguns objetos pessoais. E ouviu uma dica:

— Disseram: “Se prepara, vai ter trote. Decora uma música, uma piada e uma dança” — contou o jogador, que acabou aliviado pelo fato de ter chegado num domingo e o elenco só ter ficado completo dois dias depois. — Os companheiros criaram esse monstro, mas até que o Neymar e o Daniel Alves foram bem tranquilos.

'TÁ COM MORAL, HEIN'

Muralha ainda não entrou em campo pelo Brasil. Alisson, do Roma, e Weverton, do Atlético-PR, estão à frente. Marcelo Grohe, do Grêmio, também já foi chamado por Tite. Diego Alves, do Valencia, é visto como potencial concorrente. Recém-operado, Jefferson, do Botafogo, começa a ficar mais longe de uma vaga. Apesar de não ter estreado, o goleiro já conheceu o carinho da torcida. Em Natal, sua primeira viagem com a seleção, só não foi mais ovacionado do que Neymar:

— O Taffarel (preparador de goleiros) falou: “Pô, tá com moral, hein!”. Falei para ele que é a camisa (do Flamengo), né?!

Embora novato na seleção, o jogador tem um palpite sobre o que fez Tite para mudar a cara do time. Com seis vitórias seguidas, a seleção é líder das eliminatórias e não deve ter problemas para garantir uma vaga na Rússia.

— O Tite trata o cara que cata o lixo e o Neymar da mesma forma. Por isso, todos o abraçam dessa forma. E tem muita qualidade. O Fernandinho (treinado por Pep Guardiola, no Manchester City) diz que ele está no nível dos caras lá de fora. A gente via que o Brasil estava precisando de reformulação, estava um pouco atrasado — analisou.

PONTE NO CAMINHO

Se o contato com Tite ainda não é tão grande, a relação com Zé Roberto ajuda a explicar o crescimento do time no Brasileiro. Em 29 de maio, o primeiro jogo do treinador foi a segunda partida de Muralha no ano, que resultaria na sua titularidade definitiva.

— Em todos os clubes, nunca cheguei jogando, sempre briguei por posição. Aqui, soube esperar trabalhando. Aquela partida era contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, às 11h. A gente acordou bem cedo e só soube na preleção. Isso me pegou de surpresa — revelou o jogador sobre a partida que terminou com vitória do Flamengo por 2 a 1.

No jogo de hoje, além do vice-campeonato, o rubro-negro vai buscar a primeira vitória do ano na cidade do Rio. Até agora, foram cinco jogos (quatro empates e uma derrota). Só no Maracanã, três empates. Muralha lamenta esses pontos perdidos.

— O que aconteceu é difícil de explicar. A gente fez o que sempre faz, o que o professor passa, mas ainda temos a oportunidade de fechar o ano com uma vitória e nos classificarmos direto para a fase de grupos da Libertadores, evitando aquela fase pré-Libertadores que é mais complicada. São mais jogos, mais desgaste, mais viagens.

Grato pelo “cheirinho” criado pela torcida e alimentado pela equipe durante uma parte do Brasileiro, ele garante que o aroma vai acompanhar o time na Libertadores.

— A torcida fez um jeito carinhoso de nos estimular e pode ter certeza que vai continuar, sim. Teve uma repercussão muito boa, nos incentivou muito e não acabou por aqui. No ano que vem, tudo o que nós disputarmos vamos brigar para sermos campeões — garantiu.

FLAMENGO X SANTOS

Flamengo: Alex Muralha, Pará, Réber, Rafael Vaz e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Diego; Gabriel, Everton e Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Santos: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Yuri e Zeca; Thiago Maia, Renato e Lucas Lima; Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira. Técnico: Dorival Jr.

Juiz: Eduardo Tomaz de Aquino Valadao (GO).

Local: Maracanã

Horário: 17h

Transmissão: Premiere e Rádio Globo/CBN.

Fonte: http://oglobo.globo.com/esportes/goleiro-do-flamengo-alex-muralha-quer-vaga-na-copa-da-russia-com-escala-na-libertadores-de-2017-20548849

Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.