| Futebol

GUERRA DECLARADA

O CALVÁRIO DAS “ESCRAVAS”

 

Amigos, para ser absolutamente sincero, não posso dizer que esteja otimista nem pessimista neste início de ano. Apenas tentando controlar a ansiedade e me esforçando ao máximo para ser realista!

Não há como ficar pessimista, sabendo que temos uma verba considerável para investir no elenco, enquanto a maioria dos nossos adversários está sendo obrigada a desmanchar os seus. Especialmente se esse elenco será comandado por alguém como o Sr. Ramalho. Fora isso, começam a surgir alguns meninos da nossa base, com pinta de que vão brigar por posição no time de cima.

Só que também não dá pra exagerar no otimismo, conhecendo nosso histórico de decepções com jogadores que se destacam em equipes de camisas mais leves, promessas da base (que ultimamente teimam em não confirmar o que se espera delas) e muito menos confiar cegamente nos responsáveis pelas escolhas das tais “apostas” que costumamos trazer.

O inegável é que, se temos um treinador de ponta e disponibilidade maior de compra do que nossos concorrentes (quando já tínhamos um elenco tecnicamente do nível deles), a responsabilidade do sucesso nesta temporada fica quase integralmente nos ombros desses nossos “apostadores”.

Mas será um elenco forte, dirigido por um treinador de ponta, o bastante para superar as dificuldades que enfrentaremos, sem ter o Maracanã a nossa disposição? Será que aumentando o desgaste com viagens (ao levar nossos jogos para outras praças), ou jogando em estádios esmirrados e esburacados, vamos conseguir fazer valer nossa superioridade técnica, nesse absurdo calendário que nos impingem?

Sim, atualmente os clubes não passam de “Escravas Sexuais”, desse PROSTÍBULO que transformaram o Futebol Brasileiro, exploradas por Velhas e Decrépitas Cafetinas (chamadas Federações) responsáveis pela organização dos eventos. Todas absolutamente submissas a “dona do estabelecimento”, que faz a distribuição dos trocados, enquanto fica com a parte do leão.
E alguém aqui tem dúvida de quem seria a tal Dona do “estabelecimento”? Pois é!

Essa CORJA GLOBAL é quem decide o que pode, o que não pode, e tenho sérias dúvidas se também não é ela quem escolhe o vencedor. Chego a achar engraçado, quando vejo notícias de que outra Rede de TV pretende assumir a transmissão de jogos no Brasileiro, simplesmente por estar disposta a pagar mais.
Não se iludam, porque NÃO VAI.

Na hierarquia do Futebol Brasileiro essa CORJA ocupa o topo. Monopoliza transmissões, manipula Federações e estupra os clubes, obrigando-os a suportar um calendário absolutamente desumano para poderem sobreviver.
Não satisfeita, tortura o torcedor que vai ao estádio, impondo horários absurdos nos jogos de meio de semana para quem trabalha, apenas para não interferir em uma programação infestada por folhetins medíocres ou dedicada a exposição da intimidade de um bando de retardados, aos quais se refere como “heróis”.

Fora tudo isso, despreza a vontade do telespectador de várias regiões do país, obrigando-o a comprar pacotes de PPV para assistir seu time do coração, ao disponibilizar apenas jogos de equipes paulistas na TV aberta, inclusive para regiões sabidamente de esmagadora maioria rubronegra. Tudo com o inescrupuloso intuito de tentar conquistar torcedores para os clubes de lá, tentando reverter O IRREVERSÍVEL e satisfazer as exigências dos consumidores de um Estado com melhor poder aquisitivo.

Por isso, por mais difícil que esteja sendo para mim digerir o abaixar de cabeça do nosso Presidente diante da exigência dessa CORJA, tenho me esforçado no sentido de compreender sua atitude, já que, DESGRAÇADAMENTE, todos nós acabamos também dependentes desse monopólio, se quisermos nos sentir presentes cada vez que o Flamengo entra em campo.  

Como consequência, o futebol do Rio vem se apequenando ano após ano. Vasco e Botafogo já se tornaram clubes de segunda linha e o Flu só não seguiu o mesmo caminho ainda (depois da saída da Unimed), porque os meninos de Xerém apareceram como taboa de salvação.
Sem dúvida, esse apequenamento vem se intensificando, graças a antipropaganda dessa CORJA, mas também, e principalmente, pela mediocridade de uma Federação podre, incompetente, corrupta, parcial, leviana e que nos tem como seu maior adversário. Nos declara guerra aberta, tentando frear todas nossas iniciativas contrárias ao modelo existente.
Pior, com o respaldo da já absolutamente desmoralizada entidade máxima do futebol brasileiro.

Por isso, por mais decepcionante que possa parecer, é até aceitável nosso Presidente ser obrigado retroceder em suas decisões, por força de uma palavra empenhada ou de um contrato.
INACEITÁVEL seria ver um contingente de mais de 40 milhões assistir calado, a tudo que este BANDO de CANALHAS tem feito contra nós.

Nossa torcida PRECISA se unir. Se UNIR e AGIR !!!
Seja boicotando jogos desse estadual nos estádios - e com isso impedindo que essa QUADRILHA continue sobrevivendo a nossas custas - seja os intimidando, com a mesma frequência e intensidade que temos sido vitimados. Afinal, nosso exército é INFINITAMENTE maior, mais forte, e PRECISA entrar em ação. Vamos fazê-los perceber o TAMANHO do adversário nessa luta.
Se é guerra o que desejam, é GUERRA o que merecem como resposta. 

PRA CIMA DELES, MENGÃO !!!


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.