Guerrero destaca valorização da posse de bola e fala de time mais ofensivo

Guerrero destaca valorização da posse de bola e fala de time mais ofensivo

O Flamengo entrou em campo contra a Ponte Preta precisando apenas de um empate para chegar às quartas de final da Copa do Brasil. Em Maracanã lotado – foram registrados mais de 50 mil presentes -, a torcida acompanhou jogo truncado e com poucas oportunidades de ambos os lados – a maior chance foi a do adversário, que parou na trave do gol defendido por Diego Alves. Desse modo, o Fla conseguiu a classificação segurando o 0 a 0 diante da equipe de Campinas. Após a partida, Guerrero comentou sobre a estratégia de valorização da posse de bola do Fla, adotada por Barbieri, a fim de diminuir as oportunidades para a equipe adversária.

A posse de bola se valoriza muito dentro desse time. O Maurício fala bem claramente que a gente não pode se arriscar minuto nenhum, temos que ficar ligados o tempo todo porque todo time respeita muito o Flamengo. Sempre vão jogar por uma bola no contra-ataque. Valorizamos muito a posse de bola, mas no momento de atacar, temos que atacar com tudo.

O atacante peruano também falou se estaria disposto fisicamente para atuar em uma partida inteira. Segundo ele, só depende do técnico Maurício Barbieri.

— A decisão é do Maurício. Temos que respeitar a decisão do treinador. Estou treinando forte, tento me esforçar muito nos treinos para estar bem preparado e não sentir a parte física nos jogos.

Com Paolo Guerrero relacionado, o Rubro-Negro se prepara agora para o confronto diante da Chapecoense fora de casa, no próximo domingo (13). A partida será realizada na Arena Condá, em Chapecó, às 16H (horário de Brasília), válida pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.