Guerrero está livre ou não para jogar pelo Flamengo? Entenda o caso

Guerrero está livre ou não para jogar pelo Flamengo? Entenda o caso

O atacante Paolo Guerrero foi julgado pelo Tribunal Arbitral do Esporte (TAS) nesta quinta-feira (03). A data da audiência é, coincidentemente, a mesma que marca o fim da pena definida para o atleta em segunda instância, que foi de seis meses.

Ou seja, caso o técnico Mauricio Barbieri queira utilizar o peruano na próxima partida do Mais Querido, ele terá total possibilidade de fazer. E assim seguirá até o dia em que a última decisão sobre a punição do atleta for definida. Guerrero não precisa necessariamente da absolvição para continuar livre, uma vez que cumpriu o prazo estabelecido anteriormente.

Contudo, ainda há possibilidade que pode afastar ainda mais o centroavante dos gramados. A Agência Mundial Antoping (Wada – sigla em inglês), solicitou o aumento da suspensão para o período de dois anos. Se esta hipótese for aceita pelo TAS, o tempo de afastamento de Paolo será maior que o contrato dele com o Rubro-Negro. Dificultando ainda mais a sua permanência no clube.

Vale destacar que não há data confirmada para que a decisão final seja noticiada. Um dos advogados do atleta, Marcos Motta, explicou a situação através de seu Twitter: “as decisões do CAS podem sair de imediato ou em até 3 meses (prorrogáveis). Já tivemos casos que a decisão saiu em 1h (uma hora) e outros em 5 meses.”

Na atual situação, Paolo Guerrero pode retornar a campo no próximo domingo (06), quando o Flamengo encara o Internacional, pela quarta rodada do Brasileirão. Coincidentemente, a equipe gaúcha é a mesma que Guerrero enfrentou em sua estreia pelo clube da Gávea, na qual ele marcou um gol e deu assistência, sendo o melhor em campo no triunfo por 2 a 1, em pleno Beira Rio.