​Em um ano, Paolo Guerrero coleciona mais cartões do que gols com a camisa do Flamengo. Contratado para ser a solução para o ataque rubro-negro na metade do ano passado, o peruano simplesmente não consegue desempenhar no Rio de Janeiro. 

Neste domingo, justamente contra o Corinthians, seu ex-clube, Guerrero recebeu seu 17º cartão (16 amarelos e um vermelho) em pouco menos de um ano. O atacante está suspenso para o confronto contra o Atlético-MG, no próximo final de semana, válido pela 14ª rodada do Brasileirão. No mesmo período, foram apenas 14 gols com o manto rubro-negro.

A combinação é amarga, especialmente para um jogador que custa R$ 800 mil mensais ao clube. Internamente, o que mais irrita a direção flamenguista é o motivo dos cartões - a maioria das advertências se deu por reclamação. Desta vez, a suspensão o afastará por duas semanas dos gramados, já que as próximas rodadas acontecerão apenas nos finais de semana.