Guerrero x Dourado: atacantes brigam por vaga no Flamengo

Guerrero x Dourado: atacantes brigam por vaga no Flamengo

Na seca de gols e na expectativa de voltar a ser titular após mais de sete meses, Guerrero terá pela frente bons números de seus concorrente, Henrique Dourado, na partida de hoje, contra a Ponte Preta, às 19h30m, no Maracanã, pela Copa do Brasil. O peruano terá uma realidade nova até agora no Flamengo, que se classifica às quartas de final com um empate — venceu por 1 a 0 em Campinas.

Em 44 jogos ao longo de 2017, Guerrero só foi substituído 10 vezes, e nos minutos finais. Uma vez a mais que Henrique Dourado em 17 jogos com a camisa rubro-negra nesta temporada. A vantagem do Ceifador é a média de gols, oito até agora, 0,47 por jogo. Em seu melhor ano no clube, o último, Guerrero atingiu 0,45 por partida.

Se os dados são parecidos, as funções não são exatamente as mesmas, o que deve ser o fiel da balança na escolha de Maurício Barbieri por Guerrero. Dourado foi contratado para fazer gols, e vem cumprindo o seu papel. Inclusive com os pênaltis bem batidos — não perdeu nenhum. Já Guerrero faz o time jogar. E, no esquema atual, é trampolim para a aproximação dos três meias habilidosos — Paquetá, Éverton Ribeiro e Diego, este fora hoje.

O sonho de paquetá

Guerrero não é titular desde o jogo contra o Bahia no dia 19 de outubro, pelo Brasileiro. Flagrado por doping, foi punido por 12 meses, teve a pena reduzida pela Fifa para seis, mas aguarda resultado do julgamento na Côrte Arbitral do Esporte (CAS), que deve sair nos próximos dias, para saber se será inocentado, como pretende a defesa do jogador. A Agência Mundial Antidoping pediu aumento da pena para dois anos. Por enquanto, o atacante pode jogar pelo Flamengo.

O time deve ser quase o mesmo que derrotou o Internacional. Volta o zagueiro Juan, que estava poupado, e Éverton Ribeiro será o meia centralizado no lugar de Diego. Paquetá novamente faz a função de volante, com Geuvânio aberto na direita e Vinícius Júnior na esquerda. A equipe defende a invencibilidade de oitos jogos, todos sob comando do técnico interino Marcelo Barbieri, que ainda não tem previsão de ser efetivado.

Na boa fase do Flamengo, Lucas Paquetá virou protagonista. Ontem, na entrevista coletiva, o meia foi sabatinado sobre metas pessoais e possibilidade de transferência para a Europa. O jogador, de 20 anos, disse não ter vaidade, espera manter as boas partidas pelo rubro-negro e não negou nutrir esperança por defender a seleção brasileira.

— O sonho de seleção está na cabeça de qualquer criança. E quando você se dedica gera uma esperança. Mas me incluo na seleção mesmo sem convocação e estou na torcida durante a Copa do Mundo — disse o jogador.

Paquetá falou ainda sobre possíveis propostas do futebol europeu. Ele ressaltou estar feliz no Flamengo e quer ganhar títulos relevantes.

— Fico feliz pelo carinho da torcida comigo. Tenho contrato com o Flamengo até 2020. Lá em casa a gente não conversa sobre isso (sair do Europa), meu foco é dar o meu melhor pelo clube e ajudar a conquistar os resultados positivos — emendou o meia, que tem multa rescisória avaliada em R$ 211 milhões.

Ficha de Jogo

Flamengo: Diego Alves, Rodinei, Leo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar, Paquetá e Éverton Ribeiro; Geuvânio, Guerrero (Henrique Dourado) e Vinícius Júnior.

Ponte preta: Ivan, Igor, Renan Fonseca, Reynaldo e Marciel; Nathan, André Castro, Paulinho e Tiago Real; Orinho e Felippe Cardoso.

Juiz: Ricardo Marques (MG).

Local: Maracanã.

Horário: 19h30m.

Transmissão: SporTV e Rádios Globo e CBN.