| Futebol

Há um mês de molho, Brocador terá avaliação diária por volta ao Fla

Hernane treinará separado do grupo nos primeiros dias em Atibaia para, sob observação do preparador Alexandre Lopes, recuperar forma física

 

Segundo dia do Flamengo em Atibaia, a quarta-feira, dia 18 de junho, é o aniversário de um mês do Rubro-Negro sem Hernane. De molho desde que machucou o tornozelo direito, na derrota para o São Paulo, na estreia de Ney Franco (veja vídeo ao lado), o Brocador é preparado para o retorno do Brasileirão. Tem uma avaliação diária para migrar dos treinos físicos aos com bola, com todo o grupo. Mesmo que esteja completamente curado da lesão que transformou os gols em lágrimas.  

O primeiro treino, no interior paulista, onde o Fla decidiu começar a preparação no período de recesso da Copa, foi uma prova do fim das dores no tornozelo. Antes de ir à academia, na manhã de terça, o centroavante conversou com o médico Marcelo Soares no saguão do hotel. Ouviu o incentivo:  

- Pode ir, treina tranquilamente.  

E foi. Tanto que fez todo o programado pelo preparador físico Alexandre Lopes. Um dos exercícios comprovou a recuperação clínica: ele saltou, primeiro com a perna esquerda e depois com a direita, em um pé só, na cama elástica. Mas, então, o que falta? Recuperar a forma física.

Flamengo treino Atibaia (Foto: Hector Werlang)Hernane (C) treinará separado do grupo do Flamengo nos primeiros dias em Atibaia (Foto: Hector Werlang)

Por ora, até a sessão dupla desta quarta, repetirá o treino em separado realizado na terça. De tênis, em campo reduzido e com pouco contato com a bola. A ideia é recuperar a forma aos poucos, como explica o preparador:  

- Em maio, quando cheguei com o Ney, além do Hernane, os outros que estavam no departamento médico, tinham condição física um pouco abaixo. Quando não se tem tempo de acertar taticamente, não tem como treinar, eram jogos quarta e domingo, se aposta só na conversa. Infelizmente, não tivemos os resultados que queríamos. Fizemos o primeiro treino com ele. A resposta foi boa. Quarta ainda está fora. Para quem teve só 12 dias de pré-temporada, perder uma semana não é nada. Essa e a nossa pré-temporada. Haverá avaliação diária. Vamos tentar encaixar eles nos treinamentos, mas depende da observação.  

Tudo, então, será feito com calma para ter o atleta à disposição contra o Atlético-PR. E voltar a fazer uma transformação. Deixar as lágrimas, da dor que sentiu ao se machucar contra o São Paulo, novamente em gols. Até porque é o que sabe fazer. Tem 45 em 87 jogos pelo clube carioca.

 


Comentar pelo Facebook

Leia também


Comentar pelo Site

Nenhum Comentário
Seja o primeiro a comentar essa notícia.