Heróis das últimas vitórias do Fla sobre o Inter querem retorno de gala

Heróis das últimas vitórias do Fla sobre o Inter querem retorno de gala

Quando o assunto é o Internacional, adversário do Flamengo deste domingo, às 16h, no Maracanã lotado, pela quarta rodada do BR, Guerrero e Ederson têm boas recordações. Eles são os responsáveis pelas duas últimas vitórias do Fla sobre o Colorado e querem, além de ver a manutenção do Rubro-Negro na ponta da competição, 'reestrear' pela equipe em alto estilo.

O atacante peruano estreou pelo Flamengo em julho de 2015, no Beira-Rio, com um gol e uma assistência para Everton na vitória de 2 a 1. O triunfo fez o Rubro-Negro voltar a vencer o Inter no Sul após 13 anos (no jogo do returno, derrota em casa: 1 a 0). Depois, ele marcou nos dois jogos seguintes e deu uma assistência no quarto. Caiu de rendimento e fez só mais um naquele.

Em 2016, fez 18 tentos e em 2017 foram 20 bolas na rede até ser suspenso pela Fifa por uso de metabólito de cocaína. Ficou seis meses fora e agora volta a ser relacionado. Deve entrar no segundo tempo. E o retorno ao Flamengo será de gala, assim como fez contra o mesmo Inter?

Como o Inter jogou a Série B em 2017 e as equipes não se cruzaram na Copa do Brasil, não houve esta partida. Na temporada retrasada, vitória em casa e derrota fora. Em Cariacica, Ederson, de cabeça, garantiu os três pontos, e encerrou um jejum pessoal de 24 partidas sem marcar. No jogo seguinte, contra o Corinthians, começou um drama pessoal: recebeu uma dura entrada de Fágner, ficou quase um ano fora e só voltou em maio de 2017. Pouco jogou e em julho foi diagnosticado com um tumor no testículo.

Recuperado, ele já foi relacionado para as partidas contra América-MG e Ponte, mas não entrou. Agora, com a ausência de Diego e a má fase de Geuvânio, será que voltará a jogar justamente contra o rival que ele marcou o último gol dele pelo Flamengo?