• BICAMPEÃO DA LIBERTADORES
  • HEPTACAMPEÃO BRASILEIRO

#Hexa10anos: torcedor que comemorou adiamento do Enem quase foi impedido de estar no jogo do título

"O Enem foi adiado e eu vou para o Fla-Flu". O viral criado em 2009 é famoso e o trecho ainda faz sucesso. Na tela, um torcedor rubro-negro comemora o cancelamento do Exame Nacional do Ensino Médio daquele ano, marcado na mesma data do clássico carioca. O que o autor Marvin Gomes, hoje com 27 anos, não sabia é que a remarcação da prova cairia no mesmo fim de semana de Flamengo x Grêmio, pela 38ª rodada daquele Brasileirão. Mesmo assim, ele pode dizer que "estava lá".

— Fiquei frustado na hora. Gravei o vídeo e não imaginava que o Flamengo ia brigar pelo título. Falei "não é possível, tanto dia para marcar e foi logo nesse". Era o mais importante do ano para o Flamengo. Estava no 3º ano do ensino médio e todo mundo ficava me zoando. Até os comentários do vídeo eram sobre isso. Mas, dei de ombros para o Enem porque a "final" era o que importava.

Publicado em 1º de outubro, o vídeo conta com mais de 400 mil visualizações e se tornou uma lenda de arquibancada: não são poucos os rubro-negros que contam sobre tr que fazer o exame às pressas para estar no Maracanã. Nenhum, no entanto, teve a mesma visibilidade que Marvin, que viu a sua comemoração se transformar em desespero.

O adiamento da prova se deu após o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas (INEP) informar que haviam indícios de que a prova havia sido vazada, frustrando torcedores que perderiam a chance de ver seu clube campeão brasileiro. Ele, no entanto, decidiu que a "final" era mais importante.

— No começo, até tentei fazer a prova direito, ficar atento. Mas ficava ouvindo muitos fogos, buzina de carro, a cidade toda parada. Na prova de matemática pensei "sem condições de resolver essas questões". Dei uma chutada [nas respostas] e larguei de mão para correr para o jogo. Fiz a prova em Realengo, longe para caramba, eu entrei no estádio com o jogo rolando já. Tinha pessoal tentando invadir, eu consegui entrar porque tinha ingresso, mas estava muita confusão do lado de fora — conta o torcedor, que assistiu ao jogo na arquibancada amarela junto a um amigo que conheceu graças ao vídeo.

Passaram-se dez anos e Marvin ainda é lembrado. Felizmente, agora pode rir da situação, mesmo que seu desempenho no Enem tenha sido abaixo do esperado. Mesmo assim, conseguiu a aprovação para cursar Química na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mas mudou para Administração em 2012. Hoje, trabalha na Prefeitura do Rio como servidor público e diz que repetiria a loucura que fez para estar no jogo — apesar de que não gravaria o vídeo novamente.

— Pelo Flamengo, repetiria, mas não gravaria o vídeo. Me deu dor de cabeça, mas faria a prova correndo de novo se fosse preciso. Todo ano chega a época do Enem e o vídeo bomba, todo mundo vem falar comigo. Na época, foi zoação, mas agora dá um pouco de vergonha - conta Marvin, que dá dica para os estudantes rubro-negros se reviverem esta situação:

— Estudem bem para você poder fazer uma prova boa e muito rápido.

Publicado em extra.globo.com.