Atualmente no Flamengo, o atacante Orlando Berrío e o técnico Reinaldo Rueda, na época do Atletico Nacional, clube que enfrentaria a Chape na decisão, falaram sobre a emoção de retornar à cidade catarinense e enfrentar o time de Chapecó - as duas equipes jogam por uma vaga nas quartas-de-final da Sul-Americana.

"Foi um acontecimento que marcou a todos nós. Vir a Chapeco terá sempre essa recordação de algo que não queria viver. Pelo Atlético Nacional, tínhamos viajado umas seis vezes com essa mesma tripulação, neste mesmo avião. Foi um golpe muito duro. Vinha acompanhando todo crescimento da Chape e nos afetou não somente como equipe, mas nas horas seguintes de treinamento", afirmou Rueda, em entrevista ao ​globoesporte.com.

"O pensamento é de que há quase um ano poderia vir aqui jogar uma final. Vou dar máximo para mostrar o que não foi possível. Tomamos a Copa Sul-Americana como grande responsabilidade e objetivo. É um torneio internacional e queremos fazer história", completou Berrío.

A partida entre Chapecoense e Flamengo está marcada para as 19h15 desta quarta-feira.

(Foto de capa: Gilvan de Souza/Flamengo)

​​